terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Lance Livre

Lance Livre 29-12-2022

29 dezembro 2022 - 05h00Por Edgar Leite

Posse
A cerimônia de posse do governador eleito pelo Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e do vice-governador eleito Felicio Ramuth (PSD), acontecerá neste domingo (1º) a partir das 9 horas, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).
 
Recepção
Eles serão recebidos pelo presidente do Poder Legislativo paulista, o deputado Carlão Pignatari (PSDB), e em seguida, encaminhados ao Plenário Juscelino Kubitschek, onde tomarão posse definitiva de seus cargos.
 
André do Prado
A expectativa de o deputado André do Prado (PL) ser o próximo presidente da Alesp, em 2023, abre espaço para o fortalecimento do Alto Tietê.
 
Boas expectativas
O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), tem boas expectativas quanto à possibilidade de André do Prado no posto mais alto dentro da Assembleia Legislativa.
 
Orçamento do Estado
O Governo de São Paulo sancionou o orçamento para o ano de 2023 no valor de R$ 317 bilhões, 10,7% maior que o enviado em 2022. Estão incluídos nesse total os recursos próprios das autarquias, fundações e empresas dependentes, além do orçamento para a seguridade social. 
 
Maior orçamento do Brasil
O valor confere a São Paulo o maior orçamento do Brasil, além de investimento recorde de R$ 31 bilhões também no próximo ano. Os recursos do Estado vão poder ajudar também os municípios do Alto Tietê com verbas em obras e projetos.
 
Educação
O orçamento para 2023 da Secretaria da Educação totaliza R$ 49,5 bilhões, incluindo verba para implementar a educação de ensino integral, entre outras políticas públicas do Estado. Para a área da Saúde foram destinados R$ 29,4 bilhões, com destaque para o programa Santas Casas Sustentáveis.
 
Segurança
Segurança Pública tem garantido orçamento de R$ 27 bilhões, enquanto Transportes Metropolitanos, R$ 13 bilhões. A área de Desenvolvimento Social, que tem o Bolsa do Povo entre seus principais programas, terá cerca de R$ 1,7 bilhão. E a Habitação contará com R$ 1,4 bilhão.