Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 19 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/07/2019
Centerplex Rei Leão
PMMC INVERNO
PMMC AGASALHO
PMMC ORQUIDEAS
PMMC FÉRIAS

Poá: Ato busca evitar saída do Itaú e perdas estimadas em R$ 140 milhões

Manifestação está programada para ocorrer esta quarta-feira, a partir das 16 horas, em frente à Casa de Leis da cidade

Por de Poá08 JUL 2019 - 23h45
Com a saída, o município pode perder 40% de arrecadação no orçamentoFoto: Divulgação
A Associação Comercial e Industrial de Poá (ACIP) convocou a população de Poá para uma manifestação da campanha "Fica Itaú", que será realizada nesta quarta-feira,10, a partir das 16 horas, com concentração em frente à Câmara de Vereadores. O objetivo é mobilizar os vereadores, secretários municipais, prefeito, entidades de classe e a população, buscando sensibilizar o banco a não encerrar as atividades da unidade empresarial no município. 
 
O presidente da ACIP, Rodolfo Zaharansky Filho, explicou que a ideia de criar o movimento “Fica Itaú” nasceu após divulgação na imprensa sobre um possível acordo do banco com a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Sonegação Tributária, da Câmara de São Paulo, para transferir as suas operações para São Paulo. 
 
“Essa questão vai afetar Poá em diversos sentidos. De imediato na queda de arrecadação, ou seja recursos que deixarão de ser investidos em políticas públicas na nossa cidade e, também, registraremos uma interrupção no desenvolvimento econômico. Quando enfrentamos este cenário é menos dinheiro circulando no comércio, é a interrupção da geração de emprego, é falta de investimentos em infraestrutura, entre uma série de outros fatores. Ou seja, a permanência do Itaú é de vital importância para Poá continuar registrando índices de avanço e crescimento”, explicou Rodolfo Zaharansky Filho.
 
Ainda de acordo com o presidente da ACIP, ele já se reuniu com diversas pessoas e lideranças locais para discutir a criação do movimento e como o mesmo atuará. “Fizemos a produção de diferentes materiais para informar a população sobre o que realmente está acontecendo e também para mobilizar o máximo de pessoas possíveis. Precisamos de todos nesta luta. Tenho certeza que o Itaú escutará o nosso apelo e não prejudicará o município que acolhe o banco há tantos anos”. 
 
O banco Itaú está em operação em Poá desde 20 de março de 1992, contribuindo com o crescimento e desenvolvimento da cidade com os recolhimentos tributários devidos. Desde 2017, a Prefeitura de Poá luta para não perder quase 40% da sua arrecadação anual, referentes a operação do banco na cidade, tudo por conta de uma alteração na Lei Federal do ISS, que, por ora, após muitos esforços, encontra-se suspensa por medida cautelar proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias