Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 25 de janeiro de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/01/2022
COVID CENTRO MÉDICO
PMMC PEDÁGIO CANCELADO
Centro médico influenza
Natal

Após 25 anos, Papai Noel de Suzano anuncia aposentadoria

Visitas a escolas, entregas de presentes e apresentações natalinas ficarão na memória do aposentado de 69 anos

Por Matheus Cruz - de Suzano28 NOV 2021 - 14h14
Após 25 anos, Papai Noel de Suzano anuncia aposentadoriaFoto: Regiane Bento/DS
Após 25 anos dedicados aos encantos do Natal, o papai Noel de Suzano, Thomaz Fidalgo está encerrando os trabalhos. Visitas a escolas, entregas de presentes e apresentações natalinas ficarão na memória do aposentado de 69 anos, junto ao legado de uma história marcada pela magia e solidariedade.
 
Segundo Thomaz, a decisão de parar de fazer o trabalho voluntário vestido de Papai Noel foi tomada após uma série de limitações trazidas com o efeito da idade. Um problema na perna e um acidente doméstico também impactam na decisão.
 
“Na verdade, eu já vinha pensando em parar há cerca de dois anos. Depois veio a pandemia e durante ela, eu tive um problema na perna e um acidente em casa que tirou parte do meu dedo da mão. Senti que era um sinal de Deus de que não daria para continuar”, explica.
 
No último Natal, as ações desenvolvidas por Fidalgo foram diretamente impactadas com as restrições motivadas pela pandemia. Foi necessário deixar de fazer as visitas nas escolas e hospitais para dar espaço à gravação de lives e vídeos, que foram transmitidas para as crianças.
 
Além disso, a famosa casa do Papai Noel - onde Thomaz mora com sua esposa Rita de Cassia, de 65 anos –, na Vila Amorim, também deixará de receber visitas. Totalmente decorada desde a entrada até os detalhes da cozinha, o espaço seguirá recebendo os tradicionais enfeites natalinos. Segundo ele, um pedido dos vizinhos. Na garagem, o carro reformado virou um trenó, que seguirá guardado.
 
“Não tem como continuar recebendo visitas. São muitos fatores, desde a segurança e a própria limitação. O trenó vai ficar guardado, mas os enfeites serão mantidos como todos os anos. Não tem como deixar de enfeitar, os vizinhos cobram bastante”, brinca ao lembrar dos pedidos.
 
Legado
 
Apesar da tristeza em precisar parar de fazer o que tanto gosta, Thomaz pontua o legado que deixa após 25 anos fazendo a alegria de crianças, jovens e adultos de Suzano e região. Emocionado, ele lembra que é apenas um ciclo se encerrando, para outros se iniciarem.
 
“Acredito que tudo na vida é um ciclo. Esse infelizmente chegou ao fim. É triste, mas é necessário. Espero que outros papais-noéis surjam por aí para dar continuidade à essa história que foi construída. Ainda há muitas pessoas boas no mundo”, completa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias