sábado 13 de julho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/07/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Evento no Moriconi reúne 40 pessoas em fórum de fiscalização em edificações

Iniciativa teve como objetivo destacar a importância do trabalho realizado pela Vigilância Sanitária

28 junho 2024 - 23h00Por De Suzano

A Vigilância Sanitária de Suzano, em parceria com a regional Guarulhos do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Francisca das Neves Pereira, realizou nesta sexta-feira (28/06) o 145º Fórum Regional em Saúde do Trabalhador do Alto Tietê. O evento reuniu cerca de 40 pessoas no anfiteatro Orlando Digenova do Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi, na região central da cidade.

O fórum trouxe debates sobre a importância de se obter e respeitar o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) – documento que atesta que a edificação possui condições para garantir a segurança em casos de incêndio e pânico – e os riscos, desafios e impactos da atuação no ramo na vida dos trabalhadores.

Além da participação da Vigilância Sanitária de Suzano, a iniciativa contou com membros deste órgão fiscalizador de outros municípios, como Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Salesópolis e Santa Isabel. Também estiveram no fórum representantes da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Suzano (Aeaas).

Os trabalhadores puderam acompanhar três palestras: uma ministrada pela arquiteta e urbanista Ana Sandin, que tratou sobre incêndios históricos; a segunda promovida pelo engenheiro Leandro Prestes, que abordou fatores elétricos e incêndios; e a última comandada pelo engenheiro Adriano Michel Soares de Souza, que falou sobre AVCB e Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros (CLCB).

O diretor da Vigilância Sanitária municipal, Mauro Vaz, comemorou o resultado do evento e agradeceu pela presença dos profissionais que ajudam a contribuir com a saúde do trabalhador. “Conseguimos atingir um público específico formado por arquitetos e engenheiros. Tivemos participação de algumas cidades além da nossa. Foi muito importante porque nossa finalidade é estar próximos destes profissionais. Foi um sucesso”, celebrou.