Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Greve dos professores tem adesão de 12,8% e afeta escolas em Suzano

19 MAR 2015 - 08h01

A greve dos professores estaduais tem adesão de 12,8% em Suzano, estimou ontem o Sindicato do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Dos 3,5 mil educadores na cidade, 450 cruzaram os braços.

Ontem, terceiro dia de mobilização, as escolas Professor Geraldo Justiniano de Rezende Silva e Alfredo Roberto estavam com aulas paralisadas.

Desde o início da semana, a adesão cresceu. Na terça-feira, apenas 80 professores tinham concordado com a greve.

O DS percorreu as escolas na cidade. A Doutor Morato de Oliveira foi exceção. Teve aula normalmente para o ensino fundamental.

Já a agente de organização escolar da escola Professora Luiza Hidaka, Clarice Aparecida Bertola Campos, afirmou que "estava tendo aula normal”. Segundo ela, “no entanto, alguns professores aderiram à greve”.

De acordo com a diretora da E.E. Batista Renzi, Luciana Melo, dois professores aderiram à paralisação no período matutino: um do vespertino e três no período noturno.

"Passamos na região do Miguel Badra até o Parque Maria Helena discutindo com os professores para a paralisação começar amanhã. Para o terceiro dia de mobilização o andamento da greve esta indo muito bem”, disse a diretora da subsede da Apeoesp Ana Lúcia Ferreira.

As reivindicações são manutenção do emprego, aumento de salário e melhores condições de trabalho.

CALENDÁRIO: A Apeoesp informou ainda que estaria presente na sessão de ontem na Câmara Municipal de Suzano. Além disso, hoje haverá uma assembléia regional, às 15 horas, na subsede, localizada na Rua Antonio Marques Figueira. Amanhã, às 14 horas, sairá um ônibus do mesmo local às 12h30.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias