Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 25 de fevereiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CENTRO MÉDICO

‘Mergulhei de cabeça’, diz atriz ao DS sobre filme Tudo Bem no Natal que Vem

Global Arianne Botelho, que fez o papel de Aninha em filme

Por Lucas Lima - de Suzano15 JAN 2021 - 22h45
“Não tinha noção da grandeza que seria estrear um filme na Netflix. Chegamos a muitos lugares”, disseFoto: Divulgação
A global Arianne Botelho, que fez o papel de Aninha no filme “Tudo Bem no Natal que Vem”, participou do programa DS Entrevista e comemorou o sucesso do longa-metragem. “Mergulhei de cabeça, como em todos os trabalhos”, frisou. A afirmação também acompanha a coragem da atriz em ter raspado o cabelo para criar a personagem, que desenvolve câncer de mama e morre no fim da trama de comédia. Ela também destacou como é contracenar ao lado do ator Leandro Hassum – protagonista do filme, além de revelar futuros projetos pessoais.
 
“Tudo Bem no Natal que Vem” estreou na plataforma de streaming da Netflix em 3 de dezembro e, logo após o lançamento, se tornou como o mais assistido em todo o Brasil, em Portugal, Alemanha, entre outros países. Arianne ficou impressionada com o sucesso do filme e agradeceu ao carinho que tem recebido sobre sua participação. “Não tinha noção da grandeza que seria estrear um filme na Netflix. Chegamos a muitos lugares. Vieram pessoas de outros países mandar mensagens dizendo que curtiram o filme. Fiquei impressionada”, enfatiza.
 
Outro orgulho da atriz foi com a decisão que tomou de raspar o cabelo para contracenar Aninha, filha do protagonista Leandro Hassum. Na trama, ele faz o papel de Jorge. “O fato de ter raspado a minha cabeça foi um processo a mais de entrega. Sou uma atriz intensa, me jogo de cabeça em todos os trabalhos, sem exceção”, frisa. Ela lembra o momento em que recebeu a notícia de como teria que ser a personagem.
 
“Estava com o meu empresário quando ele disse que tinha passado no teste, mas que teria de raspar a cabeça. Disse ok, que tudo bem, mas apreensiva, principalmente porque tinha cabelo na cintura. Quando me perguntavam se eu era atriz mesmo, se eu teria coragem de raspar o cabelo, eu falava que sim da boca para fora. Não pensei que ia acontecer comigo. O trabalho apareceu cedo na minha carreira, mas foi muito gratificante. Me deu medo, mas depois que soube da personagem e estudei para entrar no universo dela, vi a importância da prevenção do câncer de mama. Então me encorajou e me entreguei, senti no coração que deveria raspar”, relembra.
 
Além disso, Arianne disse que a maior dificuldade para contracenar Aninha foi a carga dramática da personagem. “Exigiu muita dedicação. Mas tive apoio da diretoria e de toda equipe do filme, principalmente do Hassum. Nossa química como pai e filha foi intensa. Ele é um ator incrível, que joga com o time”. 
 
Em relação ao futuro, a atriz está investindo em projetos pessoais que ainda não podem ser revelados. “Tenho novos projetos rolando que falam sobre mulheres. Ainda não posso dar muitos detalhes porque é um trabalho independente que estou fazendo com amigas muito queridas. Em breve vou poder contar mais sobre isso”, finaliza.
 
Assista a entrevista completa com Arianne Botelho nas redes sociais do DS.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias