Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Suzano e cidades do Alto Tietê registram 397 casos de dengue

27 MAR 2015 - 08h00

As dez cidades da região confirmaram, neste ano, 397 casos de dengue. O alto número de registros trouxe preocupação às prefeituras que articulam ações para combater a doença e diminuir o número de focos do mosquito. Entre as situações mais preocupantes estão Mogi das Cruzes que foi inserida no último relatório do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (Liraa), divulgado pelo Ministério da Saúde. Por conta dos número de casos, a cidade é considerada pela pasta federal como "em situação de risco". Além disso, Santa Isabel entrou em estado de alerta após registrar 51 casos.

Ferraz de Vasconcelos é a cidade com maior número de registros, com 85 ocorrências, sendo que a cidade contabilizou 201 suspeitos. A Prefeitura frisa que continua realizando o combate da doença e em 14 de março promoveu o Dia "D" de Combate à Dengue, com objetivo de conscientizar a população sobre os cuidados que devem ser adotados mediante a enfermidade e à chikungunya, que, assim como a dengue, é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

De acordo com a Prefeitura de Suzano, dos 26 casos confirmados, oito foram contraídos dentro do município, 14 são importados e quatro estão sendo investigados.

Em Arujá, foram feitas 404 notificações. Destas 35 ocorrências confirmadas são autóctones, nenhum caso é importado e outros 26 são de moradores de outros municípios, mas que foram notificados dentro da cidade. Além disso, 23 suspeitas foram descartadas e 80 aguardam resultados do instituto Adolfo Lutz.

Em Itaquaquecetuba foram registrados aproximadamente 200 casos suspeitos e 60 confirmados. Em Mogi das Cruzes, das 244 notificações suspeitas, 56 foram confirmadas. 41 casos são autóctones e 15 importados.

Guararema confirmou 36 casos, destes 24 são autóctones, seis importados e dois estão em investigação. Até ontem, Poá registrava 22 casos confirmados. O próximo balanço deve ser apresentado pela administração municipal no início da próxima semana. Em Biritiba Mirim até agora foram registrados quatro casos e Salesópolis é a única cidade da região sem registros. No último ano, o município computou apenas seis ocorrências. Em Santa Isabel, os registros subiram 64,52%, isso porque até o momento a cidade possui 51 casos confirmados, contra 31 em 2014.

Sintomas

A população deve estar atenta aos sintomas da doença e procurar um médico assim que detectar alguns deles. Segundo o Ministério da Saúde, as principais manifestações são febre alta, forte dor de cabeça, além de dores atrás dos olhos, perda do apetite, manchas vermelha na pele, moleza e dores no corpo. Os sintomas da dengue hemorrágica são semelhantes. Contudo, quando acaba a febre começam a surgir outros sinais como dores abdominais fortes e contínuas, vômitos, sangramento pelo nariz, boca e gengivas, sonolência, agitação, confusão mental e dificuldade respiratória.

A região não registrou nenhuma morte por dengue. Além disso, todas as prefeituras afirmam que realizam os procedimentos orientados pelo Ministério da Saúde.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias