Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
quarta 05 de maio de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 05/05/2021
COLUNA

Suami Paula de Azevedo

É escritor, responsável pela Mirambava Editora, palestrante e professor universitário. E-mail: suamiazevedo@uol.com.br

Expectativa

23 JAN 2021 - 05h00
Nada de se tornar pessimista. Isso nunca ajuda. O mundo já está mal, não está mesmo bem. Precisamos dele e ele precisa de nós. O mundo são as pessoas e coisas, as condições. Mas já vemos alguns sinais.
Um bom sinal é a mudança de governo nos Estados Unidos. Claro que sei que as separações, as adversidades, os conflitos, os radicalismos, as sandices, não desaparecem por que mudam governos. Mas uma linha adiante já se oferece, já vislumbramos. 
E podem nos influenciar? É um bom exemplo. Miremos. Sigamos adiante. Façamos o nosso caminho em direção à luz.
Temos esperança? Acho importante não abaixar a crista. Depressão não ajuda em nada. Bem ao contrário. Não estou aqui só pensando nas virtudes teologais, a esperança, a fé, a caridade, as relações dos homens com Deus. Coisas bem significativas em todo caminhar. Estou me referindo especialmente a vontade de "chegar" que temos de manter. Enquanto estivermos por aqui temos de avançar. E sempre podemos aprender mais, o que já indica avanço.
E desejo ainda algo mais. Não é isso que temos, devemos, mirar? E nessa vontade está a expectativa. Pense naquela situação em que nos vemos na espera de um acontecimento, de uma ocorrência que pode se fazer a qualquer momento. Certamente, queremos visualizar algo positivo.
Numa situação como a presente, a pandemia nos atacando com força, vacina ajuda, concretamente. Mesmo com os sustos impostos de administração pública sem coordenação, sem planejamento, com vontades pessoais se colocando a frente do interesse coletivo, que, teoricamente, deveria ser o pretendido. Mesmo sem a compreensão de que a globalização nos afeta até diretamente, somos parte, até bem importante, do mundo. Coisa antiga, esse tal de diálogo, ainda funciona, e bem. Mas nem todos chegaram a entender, a sentir, a perceber.
Tenho expectativa, sim! Mesmo sabendo que, bem perto de mim, com toda a pandemia, com grupos de risco ampliados, idosos, doentes, frágeis, querendo ver mais adiante, com crianças e jovens perdendo essas visualizações e entendimentos, temos gestores públicos que atacam com força maligna esses seres. E nos passam compreensões estranhas. 24 de Janeiro, Dia do Aposentado: se o aposentado estadual recebe pouco, e vive, então ele pode viver com menos, e fazem um corte. Se a pessoa com deficiência sobrevive, cortam o benefício, aumentam impostos. Se uns tantos viveram mesmo com a falta de plano de saúde, cortam agora o que eles pagaram antes. Se uns ainda compram remédios e alimentos, aumentam os custos. O "importante" é o que uns chamam de gestão publica, sem demonstrarem saber do que f alam, diminuindo as pessoas, que, consideram só "teoria", e deveriam ser a finalidade dessa tal de "gestão", ou é ingestão. 
Não perco a esperança. Não deixe a sua se diluir. Olhe adiante. Poderemos mudar essa visão de agora. Já disse: "se a noite foi escura e se a manhã se desperta em brumas, podemos ter a certeza de que o sol vai brilhar forte e cheio de calor e vida".
Vamos construindo também o nosso caminho. Tenhamos expectativa. 
BANNER APS DESKTOP
SOUZA CAFÉ

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias