Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 01 de abril de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 31/03/2020
CENTRO ONCOLÓGICO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAUDE -  CORONAVIRUS
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Chorando, mas andando!

15 FEV 2020 - 23h59
Existem momentos na vida em que as coisas não dão certo. A luta perdura e nenhuma porta se abre. Nessas horas chegamos quase ao desespero. E, muitas vezes, perguntamos a Deus - "Por quê?" Não conseguimos enxergar o propósito de Deus para os momentos de sofrimento pelos quais estamos passando. Temos a sensação de que Deus nos abandonou entregues à própria sorte. Como Davi, aquele que está vivendo essa situação tem uma oração a fazer - "Ó Senhor Deus, não me abandones! Não te afastes de mim, meu Deus. Ajuda-me agora, ó Senhor, meu Salvador". (Salmo 38:21-22) No verso 8 do mesmo capítulo, o rei Davi expressa a sua condição emocional - "Sinto-me profundamente abatido e desanimado; o meu coração está aflito, e eu fico gemendo de dor". Os olhos do rei, valoroso guerreiro, perderam o brilho. (v. 10). Sim, isso pode acontecer com os valorosos e fortes guerreiros. Tudo parecia perdido. Todavia, Davi não tinha perdido a fé. Ele confiava que Deus daria a saída, o escape para aquelas lutas que estava atravessando. Muitas vezes a resposta não vem no momento que esperamos. No entanto, se soubermos esperar com paciência pelo trabalhar de Deus, teremos a resposta certa. Se aprendemos a ser impacientes; logo, podemos aprender a ser pacientes. 
O Salmo 40:1 traz uma preciosa lição sobre isso: "Esperei com paciência pela ajuda de Deus, o Senhor, Ele me escutou e ouviu o meu pedido de socorro". 
A Bíblia nos ensina a andar mesmo que seja chorando. Ainda que seja difícil. Há curas que acontecem enquanto andamos. Há situações que se modificam enquanto caminhamos através da fé. O Salmo 126:5-6 diz: "Aqueles que semeiam chorando, farão a colheita com alegria!" "Aqueles que saíram chorando, levando a semente para semear, voltarão cantando, cheios de alegria, trazendo nos braços os feixes da colheita". Semear chorando significa semear sem ver a colheita. A semeadura pressupõe lágrimas, porque precede a colheita. Para ver a colheita precisaremos esperar pelo tempo certo. Sendo assim, o processo de plantio envolve muita fé. Semear chorando é para quem sabe que a vida não é feita só de sorrisos; mas também de insônias e sonos, de sonhos e frustrações, de sombras e luz, de montanhas e vales, de tempestades e bonança. Não podemos chegar ao topo da montanha, se não subirmos; e subir significa suar, cansar-se, tropeçar, levantar e continuar andando em direção ao alvo. Ninguém conseguirá graduar-se ou passar em um concurso público se não abrir mão de festas, se não deixar a rotina de lazer e empreender horas em estudo árduo. Ninguém formará uma biblioteca se não colocar nela livro por livro. Ninguém colherá se não plantar. E toda colheita mostra que houve muito esforço e sacrifício empreendidos. Seja qual for a sua luta, não desanime. Está tudo difícil e, aparentemente, sem saída?! Não desista. Parece que você não vai conseguir chegar à reta final?! Não entregue os pontos. Siga em frente; olhe além das circunstâncias. Se você não desistir, alcançará a vitória. A vitória não é dos mais fortes nem dos que correm melhor. A vitória é daqueles que, mesmo cambaleando, mesmo chorando, mesmo sofrendo, continuam andando. As lutas não vão durar para sempre, pois a Palavra de Deus nos afirma que as tribulações são momentâneas. (II Coríntios 4:17) E Deus sabe o quanto podemos aguentar! (I Coríntios 10:13) 
EPAMINONDAS ADVOGADOS
SANTA CASA DE MOGI
HIPERCAP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias