Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 26 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
CEMEAP - SETEMBRO
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Quando o mar se revolta

13 JUN 2020 - 23h59
Há um hino do Cantor Cristão, muito apreciado e conhecido, cuja letra diz: "Oh! Mestre, o mar se revolta, as ondas nos dão pavor; o céu se reveste de trevas, não temos um Salvador. Não se te dá que morramos, podes, assim, dormir?; se a cada momento nos vemos, sim, prestes a submergir" (...) A autora desse hino tem uma história pessoal de muito sofrimento e dor. Sendo assim, inspirada pela passagem bíblica em que Jesus acalma a tempestade, escreveu essa belíssima letra. Mary Ann Baker, nasceu em 16 de setembro de 1831. A tuberculose ceifou a vida de seus pais, deixando-a órfã em tenra idade. Morava em Chicago com a irmã e o irmão. Esse, um moço de excepcionais qualidades, começou a sofrer os efeitos da tuberculose. Em poucas semanas, o mal se agravou, e o rapaz faleceu, longe do aconchego da família. Não havia dinheiro para as irmãs irem ao seu enterro nem para transportar o seu corpo para Chicago. Mary escreveu sobre esta experiência assoladora: "Embora nosso choro não fosse como o de outros que não têm esperança, embora tivesse crido em Cristo desde menina e desejasse sempre viver uma vida consagrada e obediente, tornei-me terrivelmente rebelde. Disse no meu coração que Deus não amava a mim, nem aos meus. Mas a própria voz do meu Mestre veio acalmar a tempestade no meu coração rebelde e me trouxe a calma de uma fé mais profunda e uma confiança mais perfeita".
Logo depois dessa experiência, Mary Ann escreveu a letra sobre o texto bíblico. "Essa lição expressou tão vividamente a minha experiência, que esse hino foi o resultado". 
O episódio em que Jesus acalma a tempestade encontra-se em Mateus 8:23-27. Certo dia, estavam Jesus e seus discípulos num barco, quando o tempo começou a mudar. De repente, veio uma chuva forte com trovões e relâmpagos, as águas ficaram revoltas, e a pequena embarcação ameaçava naufragar. Os discípulos, apavorados, foram procurar o Mestre, reivindicando uma solução. Chegaram até mesmo a agir de forma inconveniente com Jesus, que dormia tranquilo: - "Mestre, você está aí dormindo, e nós estamos aqui quase morrendo. Será que não se importa conosco?" O Mestre, calmamente, olhando para eles, respondeu: - "Por que vocês estão com tanto medo? Não têm fé em Mim?" 
Vendo aqueles homens tão experimentados na vida, mas tão inexperientes na fé, Jesus deu fim ao problema. Levantando a mão, ordenou o fim da tempestade. E o sol voltou a brilhar! E você? Que "tempestade" está enfrentando? Como tem reagido? O que você faz quando as "tempestades" vêm sobre a sua vida? Fica revoltado? Deixa que o desespero norteie o seu caminho? Sente raiva de si mesmo? Fica-se culpando? Ataca todo mundo? Pensa que a sua história chegou ao fim?! No meio da "tempestade" pensamos que Deus nos abandonou entregues a nossa sorte. Mas isso não é verdade. Precisamos crer, apesar dos ventos desfavoráveis e de toda dor, que Jesus está no controle do barco. Ele está vendo tudo e, na hora certa, vai estender a mão para fazer cessar essa tempestade! 
PMMC COVID SAÚDE
BANNER APS DESKTOP
Pmmc Sarampo

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias