Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 06 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/07/2020
Cemeap
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

"Se o Senhor quiser"

17 JAN 2020 - 23h59
Um novo ano começando e, certamente, fizemos muitos planos e projetos para o ano que se inicia. A gente sempre espera realizar no novo ano aquilo que não realizou no ano que passou. Escrevemos nossos objetivos de vida e, de uma forma ou outra, trabalhamos para concretizá-los. É bom ter projetos. Os projetos nos ajudam a seguir em frente, nos dão estímulo e um novo ânimo para viver. Mas nossos planos devem ser colocados diante do Senhor. A epístola de Tiago, no Novo Testamento, fala sobre a falibilidade dos projetos humanos -"Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo". (Tiago 4:13-17)
Quando fazemos planos, devemos pedir ao Senhor direção e sabedoria para que esses planos estejam em consonância com a Sua vontade. Se estivermos em sintonia com o Espírito Santo, certamente os nossos projetos também estarão e serão confirmados. O problema é que queremos fazer as coisas do nosso jeito, deixando de consultar o Senhor. Insistimos, muitas vezes, em executar determinado plano no grito, no jeitinho, na deslealdade, na mentira. E isso não agrada a Deus! E nem será bênção para nós! Muitos até consideram fraqueza consultar a Deus sobre os seus projetos. Se entregamos, verdadeiramente, a nossa vida a Jesus, devemos confiar que Ele sabe o que é melhor para nós! Um dia desses, um dos meus filhos pediu para que eu orasse para que determinado plano desse certo. Respondi: "Sim, meu filho, vou orar para que Deus faça o que for melhor para você, segundo a Sua perfeita vontade. O texto de Provérbios 3:5-6 nos ensina sobre isso: "Confia no Senhor de todo o teu coração e não te apoies no teu próprio entendimento. Reconhece o Senhor em todos os teus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas". É preciso humildade para reconhecer o Senhor em todos os nossos caminhos. Apoiando-se no próprio entendimento, muitos "metem os pés pelas mãos".
Na oração do "Pai Nosso", Jesus ensinou a orar assim -"Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome; venha o Teu reino; seja feita a Tua vontade, assim na Terra como no céu". (Mateus 6:9-10) No Getsêmani, Jesus, prestes a enfrentar a prisão e a morte, orou dizendo: "Meu Pai, se possível, passa de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como Tu queres". (Mateus 26:39) Jesus sempre soube de sua missão, mas Ele precisou subjugar a sua carne para fazer a vontade de Deus. Fazer o que Deus quer nem sempre é fácil. Você deve estar pensando - "Então, eu nunca vou ter liberdade para fazer o que desejo?!" Seguir a nossa vontade tem sempre um preço. Muitas vezes alto. Quando a nossa vontade está "sintonizada" com a vontade de Deus, tudo dá certo, porque experimentamos a boa, agradável e perfeita vontade do Pai, conforme lemos em Romanos 12:2. Quanto mais ligados estivermos ao Espírito Santo tanto mais saberemos orar, pedir, planejar, viver de uma forma elevada, que glorifique o nome do Senhor, deixando marcas da presença de Deus por onde passarmos. "Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a Sua boa vontade." (Filipenses 2:13 )
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias