Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sábado 20 de agosto de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/08/2022
SESC AGOSTO 2022
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

“Vai dar tudo certo!"

03 JUL 2022 - 05h00

"Vai dar tudo certo". Usamos essa frase rotineiramente, quando queremos animar alguém que esteja atravessando momentos difíceis na vida. Por maior que seja a nossa fé, em nenhum momento nos é assegurado que as coisas vão dar certo do nosso jeito. Nem sempre isso acontece. Mas é certo de que Deus faz com que todas as coisas contribuam para o bem daqueles que O amam, e que foram chamados conforme o Seu propósito. Na vida de Jó, por exemplo, na fase de seu extremo sofrimento, nada estava dando certo, humanamente falando. Poucos de nós já experimentamos perdas tão terríveis quanto as de Jó. Felizmente, não precisamos ver as perdas tão de perto quanto Jó para aprendermos com ele uma grande lição - quando tudo o que Jó possuía se perdeu, ele manteve a sua esperança em seu Redentor - "Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra". (Jó 19:25-26) Abalado pelas inúmeras perdas e pelo julgamento de seus amigos, Jó mostrou uma fé firme. Ele confiava em Deus, que é o único em quem a nossa fé pode repousar segura, mesmo que tudo esteja dando errado. Passamos por muitas e diferentes aflições aqui nesta terra. Enfrentamos doenças, que muitas vezes nos atingem, seja pela falta de cuidado com a nossa saúde, ou por causas que desconhecemos. Passamos por aflições em razão do sistema perverso de nosso mundo, pautado por injustiças e maldades em todos os níveis. Não entendemos, muitas vezes, por que o sofrimento atinge pessoas boas. O Deus que dá é o mesmo que tira. E Jó reconhecia essa verdade. Uma verdade difícil de ser compreendida e aprendida. Poderíamos questionar - onde está Deus, quando alguém muito amado tem uma doença grave, e nós oramos incessantemente, crendo na cura dessa pessoa, mas a cura não vem? Não entendemos muitas coisas que nos acontecem. Mas podemos confiar que o nosso Pai Eterno faz as coisas da melhor forma, ainda que não consigamos compreender ou mesmo aceitar o que Ele está fazendo. Podemos crer que Jesus cura. Podemos orar e clamar pela cura. Todavia, não conseguimos explicar por que algumas vezes a cura não acontece, por mais fé que tenhamos. Deus é Onisciente, é Soberano em Sua vontade. Na hora certa, Ele manifestará a Sua glória, seja fazendo o milagre pelo qual tanto ansiamos, ou operando o milagre em nós, aliviando o nosso sofrimento pelo consolo do Espírito Santo. "Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente". (2 Coríntios 4:17) Muitas vezes o caminho é difícil. A cruz parece pesada demais. Pensamos que não vamos suportar. Mas o Senhor nos fortalece e seguimos em frente. Embora Deus nos dê muitos livramentos, não estamos imunes a todos os acontecimentos da vida. Quando tiveram que enfrentar a fornalha de fogo ardente, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, amigos do profeta Daniel, tiveram um posicionamento audacioso - "Se o nosso Deus, a quem nós servimos, quiser nos livrar, Ele nos livrará da grande fornalha e também das suas mãos, ó rei! Mas se Ele não quiser, mesmo assim, senhor, nós nunca serviremos os seus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor levantou!" (Daniel 3:17-18) Eles não sabiam se Deus os livraria, embora tivessem a certeza de que Ele tinha poder para tal. Quantas vezes fraquejamos na hora do sofrimento, como se Deus estivesse longe de nós. Gideão questionou: "Se o Senhor é conosco, por que nos sobreveio tudo isto?" (Juízes 6:13) Noemi, sogra de Rute, quis ser chamada de amarga, grande a sua dor pela perda do marido e dos filhos. "Não me chameis Noemi; chamai-me Mara (amarga); porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia o Senhor me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O Senhor testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal" (Rute 1:20-21) O profeta Elias se lamentou: " Basta; toma agora, ó Senhor, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais". (I Reis 19:4) Até mesmo Jesus, pendurado na cruz, clamou: "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Mateus 27:46) Onde está Deus quando as coisas não vão bem? Deus está conosco, cuidando de nós! E essa certeza nos consola e anima! Que dê tudo certo, do jeito de Deus!

 

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias