Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Ônibus incendiados em terminal dão prejuízo de mais de R$ 900 mil

09 MAI 2015 - 08h01

 O saldo de prejuízos divulgados pela Radial Transportes, no caso dos ônibus que foram incendiados no Terminal Kemel, em Poá, ultrapassa os R$ 900 mil. A empresa informou que não tem condições de fazer a reposição imediata dos carros nas linhas atingidas.

Os coletivos foram incendiados depois que cerca de dez homens invadiram os ônibus que estavam no terminal para atear fogo. A ação foi motivada em protesto à morte de uma menina de 9 anos, que teria sido estuprada e morta no Itaim Paulista, Capital. Um funcionário chegou a ser agredido. "Eles chegaram aqui pedindo o rádio e celulares. Me seguraram para que eu não apagasse o fogo dentro do carro", contou o fiscal Marcos de Oliveira. Ele disse que foi ameaçado pelos rapazes, que aparentavam ser menores, caso chamasse a polícia.

De acordo com a administração do terminal, duas plataformas serão interditadas. O telhado estava parcialmente danificado e uma coluna de sustentação foi dilata. A saída dos ônibus será feita pelo lado de fora. Placas de sinalização devem ser colocadas para a identificação das linhas. A movimentação no local caiu 90%, segundo os funcionários.

O secretário de Obras de Poá, Paulo Silas Dornelas, visitou o local ontem. Ele estava acompanhado de engenheiros, arquitetos, além de técnicos da Defesa Civil. Diferentemente do que os funcionários relataram, em nota, o secretário informou que a estrutura do terminal não foi afetada e que a Prefeitura de Poá já determinou que os reparos necessários fossem iniciados. A previsão de conclusão é de 15 dias.

As linhas que tiveram os ônibus incendiados são: 293 (Terminal Kemel - Guaianases); 315 (Terminal Kemel - Itaim Paulista) e 318 (Terminal Kemel - Guarulhos). Houve tentativa de incêndio em outro carro que faz a linha 088 (Terminal Kemel - Itaim).

Quem depende dos ônibus para se deslocar até o trabalho desaprova esse tipo de ação. "Não tem lógica fazer isso. Tinha que ir atrás do cara", reclamou a dona de casa Bruna Rocha. "A gente fica com muito medo. Quando eu vi na televisão não acreditei. Hoje fui trabalhar de trem", contou a promotora Claudia Sales.

Em toda Avenida Kemel Addams, que corta Poá e Itaim Paulista, a Polícia Militar (PM) intensificou o efetivo de viaturas. A reportagem do DS contou cinco delas somente neste trajeto. A medida, segundo os policias, era para evitar novos ataques.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias