Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 25 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/11/2017
mrv

Pedágio no Rodoanel

02 JUL 2015 - 08h00

Por liberação do poder concedente, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) autorizou a partir da zero hora de hoje a cobrança do pedágio no Trecho Leste do Rodoanel Mario Covas (SP-21).



O pagamento de pedágios teoricamente serve para melhorar a saúde, a educação e a conservação de uma estrada. É o dinheiro arrecadado é revertido em investimento para a própria população.

Desde 2000, 242 prefeituras, onde estão localizadas as praças de pedágio do Estado de São Paulo, por exemplo, receberam R$ 2 bilhões. Foi com esse dinheiro, pago por meio do recolhimento de Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS-QN), que conseguiram ampliar escolas, melhorar a saúde local, pavimentar ruas e recuperar estradas vicinais, fundamentais para o escoamento da produção agrícola.

A outra parte, claro, é direcionada para obras de manutenção, ampliação e modernização das rodovias, reduzindo assim o número de acidentes.

As críticas ao pagamento, no entanto, ocorrem toda vez que o recolhimento das praças acontecem, sem que ocorra a “reversão” do benefício com melhorias das estradas.

No Brasil, o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo já destinou R$ 26 bilhões para a ampliação e modernização de 5,2 mil quilômetros de rodovias.

Na operação e manutenção da malha rodoviária concedida foram destinados outros R$ 42,8 bilhões em recursos também oriundos da arrecadação dos pedágios.

No caso do Rodoanel, no Trecho Leste, o valor da tarifa será de R$ 2,20 para carros de passeio e veículos comerciais pagam essa quantia por eixo. Motocicletas pagarão R$ 1,10.

Todo motorista que utilizar a via pagará a tarifa apenas uma vez ao sair do Trecho Leste em uma das saídas da via: na interligação com o Trecho Sul do Rodoanel e a Avenida Papa João XXIII em Mauá (km 86); na Rodovia Ayrton Senna (SP-70) em Itaquaquecetuba (km 124), e na saída para a Rodovia Presidente Dutra (SP-60) em Arujá (km 130). O Trecho Leste conta com 43,5 km e já vinha operando desde julho de 2014, tendo sido construído apenas com o uso de capital privado. (O DS traz informações sobre o assunto na edição de hoje). É importante então que o investimento aplicado no Rodoanel seja revertido para benefício dos próprios motoristas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias