Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Com dengue, Guerrero deve desfalcar Corinthians por duas semanas

14 ABR 2015 - 08h01

Guerrero ficará pelo menos 15 dias sem treinar. Essa é a previsão do departamento médico do Corinthians. De acordo com boletim médico divulgado ontem à tarde pelo Hospital São Luiz, o peruano está com dengue, "porém, o diagnóstico só é determinado após a sorologia se positivar". O atacante está internado, tem passado por avaliações clínicas e laboratoriais diariamente e ainda não há previsão de alta.

"Clinicamente, ele já está tratando como dengue", disse o médico do Corinthians Ivan Grava. "O prazo de 15 dias é para ele se recuperar e voltar aos treinos. A partir daí, iniciará o trabalho de recuperação física. A evolução dependerá do próprio atacante".

Como o período de repouso começou a contar no último sábado, dia em que o peruano foi internado, existe a possibilidade de o atacante atuar no segundo jogo da final do Campeonato Paulista, dia 3 de maio, caso o Corinthians se classifique. Já é certo que o atacante não enfrentará o San Lorenzo, quinta-feira, pela Libertadores, o Palmeiras, domingo, pela semifinal do Paulista, e o São Paulo, pela Libertadores, dia 22, no Morumbi.

Guerrero é o segundo jogador do Corinthians que contrai a doença Em fevereiro, o zagueiro Rodrigo Sam também foi picado pelo mosquito transmissor da dengue.

Os dois casos colocaram o departamento médico do Corinthians em estado de alerta. O CT do Parque Ecológico tem sido monitorado por funcionários do clube, apesar de a suspeita ser que o atacante foi picado no condomínio onde mora, em Santana do Parnaíba, na Grande São Paulo, e o zagueiro tenha contraído a doença em Marília, no Interior, após visitar os seus familiares.

"A orientação que a gente tem do sistema público de saúde é sair da região dos focos, olhar as casas próximas que possam ter o mosquito. Aqui no CT, os funcionários sempre estão olhando. Também passamos repelentes e tiramos os jogadores do horário que tem mais mosquito", disse Grava.



ALERTA

O casos de Guerrero e Rodrigo Sam geram preocupação no elenco. "O medo existe, nosso dia a dia está difícil. Tem de ficar ligado, ainda mais aqui no CT. Estou sempre de calça", disse o meia Renato Augusto.

Tite já definiu que Vagner Love ficará com a vaga de Guerrero, assim como foi diante da Ponte Preta, sábado, quando o peruano foi internado às pressas, horas antes da partida. Só não estão ainda definidos quais são os jogos que Love vai atuar no período em que Guerrero estiver afastado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias