Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/12/2017
mrv

Timão enfrenta a Chapecoense com mudanças para esquecer a Libertadores

16 MAI 2015 - 08h00

A provável escalação do Corinthians para o jogo contra a Chapecoense, hoje, às 21 horas, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, é um sinal da reformulação que virá após a eliminação na Copa Libertadores. O atacante Emerson, de 36 anos, treinou entre os reservas, e Malcom, de 18, entre os titulares.

Emerson está com pouco prestígio no clube. Ele não jogou as duas importantes partidas contra o Guaraní, do Paraguai, por estar suspenso. Além disso, seu contrato termina no dia 31 de julho e seu alto salário não se encaixa mais no orçamento do clube.

Participaram da entrevista coletiva de ontem, no CT, o técnico Tite e o gerente de futebol Edu Gaspar. Questionados sobre o futuro de Emerson, cada um respondeu ao seu modo. Tite afirmou que o colocou no segundo tempo do jogo contra o Cruzeiro, na estreia no Brasileirão, o que mostra que ele faz parte dos planos da comissão técnica.

Edu Gaspar disse que a diretoria ainda fará um reunião com o treinador e o departamento financeiro para traçar o planejamento para o restante da temporada. "Não contávamos com a eliminação", afirmou o dirigente. "Temos um jogo de retomada amanhã (hoje) e por isso não houve tempo hábil para tratar dos casos de Emerson, Guerrero e de outros jogadores".

O treinador tem uma série de problemas para resolver. Depois de um início avassalador na temporada, o Corinthians entrou em declínio técnico. Do time que se vangloriava de marcar muitos gols, do futebol bonito, passou a ser uma equipe inofensiva.

Os gols sumiram. O time titular de Tite passou em branco nos últimos quatro jogos da Libertadores. "Não tem explicação", disse o técnico. "Criamos muitas chances. Passei da idade de criar subterfúgios para derrotas. O segundo jogo (contra o Guaraní) foi reflexo do primeiro. Apressamos demais as jogadas e perdemos a precisão".

Contra a Chapecoense, o técnico aposta em um trio de atacantes formado por Malcom (direita), Guerrero e Mendoza (esquerda). A ideia é usar a velocidade dos pontas para que o peruano possa voltar a marcar. Estas são as principais mudanças na equipe. Renato Augusto, machucado, está fora - assim como Felipe. Edu Dracena entra na zaga ao lado de Gil. Emerson e Vagner Love ficarão no banco de reservas alvinegro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias