Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 19 de janeiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/01/2020
CENTRO MÉDICO
CENTERPLEX 16 A 22/01

Homem tenta entrar no Fórum de Mogi com arsenal de facas e canivetes

Polícia Militar comentou que homem, de 28 anos, iria realizar em janeiro exame de aptidão física para entrar na corporação

Por Marcus Pontes - de Mogi10 DEZ 2019 - 23h15
No total, foram encontradas seis facas e 18 canivetesFoto: Polícia Militar/Divulgação

Um homem, de 28 anos, foi preso nesta terça-feira, 10, ao tentar entrar no Fórum de Mogi das Cruzes, com uma espécie de arsenal de facas e canivetes. Além das armas brancas, a Polícia Militar localizou três cassetetes portáteis, cinco lanternas, dois celulares, uma algema, um soco inglês, além de 112 canetas. 

A ação aconteceu no final da tarde. O homem teria saido de Campinhas, com a tia e uma advogada, para fazer um inventário da família no município mogiano. Para chegar à região, eles teriam vindo de transporte público. A descoberta dos itens, porém, foi por acaso. 

Segundo a polícia, o homem teria contado que estava portando algumas facas. Os objetos foram entregues aos policiais. Houve o apoio de outras viaturas para esta ocorrência, já que uma nova busca minuciosa foi realizada. Foi então que o arsenal de facas de diferentes tipos, como de caça, por exemplo, foram encontradas. No total, foram encontradas seis facas e 18 canivetes. 

Aos PMs, o indivíduo disse que tinha esses objetos para a defesa pessoal. À respeito das 112 canetas de diferentes modelos, o homem só comentou que era um colecionador. Os itens estão avaliados em cerca de R$ 3 mil, de acordo com estimativas da PM.

Não há, preliminarmente, a notícia de algum tipo de ação planejada contra algum funcionário do fórum. A Polícia Civil deve abrir uma investigação para verificar um possível plano de atentado.

Ainda segundo a PM, o homem foi preso em flagrante e responderá pelo crime de atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública. A pena varia de um a cinco anos de prisão. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias