Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Filló determina que obras sejam agilizadas

24 MAR 2015 - 08h01

 O prefeito de Ferraz, Acir Filló (PSDB), determinou que as obras que estão sendo realizadas na cidade sejam agilizadas. Com a solicitação, o secretário municipal de Obras, José Carlos Dias Loureiro, deu início a uma vistoria técnica em vários canteiros da cidade, ao lado do adjunto da pasta, Antonio Carlos dos Santos Ferreira, o Carlinhos. O monitoramento nos principais pontos que recebem projetos de infraestrutura começou na sexta-feira e teve continuidade ontem. Ao todo, cinco localidades foram inspecionadas.

Acompanhados do vereador Luiz Tenório de Melo, Loureiro e Carlinhos, ontem, saíram às ruas por volta das 9h30. A primeira parada foi na Avenida Santos Dumont, nas imediações que, atualmente, recebem melhorias. A via, uma das principais do município, teve seu asfalto significativamente danificado nos últimos meses, em razão das fortes chuvas de verão. De acordo com o chefe de Obras, a previsão é que, em até 30 dias, a manutenção seja concluída. "A Prefeitura de Ferraz já havia firmado a contratação de uma empresa para fazer os reparos na Vila Maria Rosa. Contudo, para dar início aos concertos, foi necessária a solicitação de 22 aduelas, o que culminou em processo licitatório, encomendas e confecção. Isso foi necessário para que os materiais fossem preparados na medida correta e entregues em tempo. Em 18 de março (quarta-feira passada), as aduelas chegaram e, assim, as obras começaram. Agora, já solicitamos a intensificação das intervenções, para que, até o fim de abril, tudo esteja regularizado", argumenta Loureiro.

Em sequência ao monitoramento, o secretário de Obras, nomeado no último dia 16, foi conhecer o terreno onde será construída a sede da Faculdade de Tecnologia (Fatec) da cidade, no Jardim São João. Na ocasião, Loureiro e Carlinhos percorreram o espaço, que tem 22 mil metros quadrados. Destes, 9,5 mil metros serão de área construída.

Para finalizar o percurso, os gestores foram até o prédio do Corpo de Bombeiros, para definir ações emergenciais que visam à vazão das águas das chuvas de forma mais eficiente. Conforme explica Loureiro, a recomposição do que foi danificado pelos fortes temporais de 29 de dezembro de 2014 e de 13 de fevereiro deste ano será feita em até 20 dias.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias