Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 01 de agosto de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/08/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cruzeiro do Sul
GrupoIndy

Marcia Bin descarta transferência do Fundamental II para o Estado

Em reunião, a chefe do poder Executivo disse que a proposta partiu do Estado e que não foi aceita pela municipalidade

Por de Poá15 JUN 2021 - 21h27
Marcia Bin descartou a possibilidade do Ciclo Fundamental II da Educação municipal ser estadualizada; prefeita disse que sugestão partiu do Estado e logo foi descartada pela municipalidadeFoto: Rodrigo Nagafuti/Divulgação
Em reunião com a comissão formada por pais de alunos e professores, nesta terça-feira (15/06), a prefeita de Poá, Marcia Bin (PSDB), descartou a possibilidade do Ciclo Fundamental II da Educação municipal ser transferida para o Estado.
 
Acompanhada pelo chefe de Gabinete, Lucas Bertagnolli, e pelas secretárias municipais Simone Lacerda (Educação) e Marlene Sant’Anna (Segurança Urbana), a chefe do poder Executivo recebeu em seu gabinete a referida comissão e enfatizou que a Administração não tem interesse em passar para o Governo do Estado o Ciclo II. 
 
“O que houve, na verdade, foi uma reunião com o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, com o objetivo de buscar recursos junto ao Estado para compras de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), reformas de creches e escolas municipais e a conclusão da obra do CEP (Complexo Educacional Poaense) Santa Luiza, em virtude da crise financeira que estamos enfrentando. Diante dos fatos, o secretário fez a proposta de assumir o Fundamental II, mas essa proposta não foi oficializada e também não será, uma vez que não existe interesse desta gestão e, tão pouco dos munícipes, em abrir mão deste importante ciclo da educação municipal durante este mandato”, afirmou.
 
A prefeita recebeu a comissão no intuito de refutar os boatos que foram espalhados pela cidade e estreitar o relacionamento com os pais de alunos e professores. “Vimos muita maldade nas redes sociais, temos uma grave crise financeira para administrar e, ao mesmo tempo, temos todo o interesse em proporcionar o melhor ao poaense e esse desejo passa pelo nosso sistema educacional que sempre foi motivo de orgulho para todos, por isso estamos empenhados em manter a qualidade de ensino, sem gerar danos e perdas para as nossas crianças”, disse.
 
A secretária de Educação endossou as palavras da prefeita e enfatizou que o desejo da Secretaria de Educação é manter o Fundamental II, assim como não reduzir salas de aula do referido ciclo. “Queremos ajuda do Governo do Estado para resolvermos os problemas relacionados à manutenção e infraestrutura, mas não de entregar o nosso Ciclo II e, tão pouco diminuir o número de salas”, finalizou Simone.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias