Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/10/2019
Villa Europa
São Paulo Secretaria da educação

3 cidades da região estão no ranking das mais violentas da Grande São Paulo

19 AGO 2015 - 08h00

Poá, Suzano e Ferraz de Vasconcelos estão no ranking das 10 cidades mais perigosas da Grande São Paulo. Os municípios do Alto Tietê ocupam a 5ª, 6ª e 8ª posição, respectivamente. A informação tem como base os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e foram divulgadas ontem pela Exame.com.

Segundo o levantamento, foram levados em consideração os crimes de homicídio doloso e culposo, tentativa de homicídio, lesão corporal dolosa e culposa, latrocínio e estupro, número de habitante e total de crimes. "Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes, Jandira é a líder em criminalidade em 2015. Com dados da SSP, a Exame montou um índice de crimes por habitante para mensurar o quão violentas são as cidades da região metropolitana. Os números correspondem aos seis primeiros meses deste ano e foram comparados com cada 10 mil habitantes da cidade", explica a publicação.

Poá aparece em quinto lugar, atrás de Osasco, município que presenciou na última semana a chacina de 18 pessoas. Com um total de 112.917 mil habitantes, a cidade contabiliza 18,51 crimes a cada 10 mil pessoas. Lesão corporal foi o delito mais recorrente no município. Em seis meses foram feitos 189 registros. No total, o primeiro semestre deste ano computou 209 crimes.

Suzano aparece em seguida no ranking, em 6º lugar com 486 ocorrências. No entanto, a cidade que possui 282.441 mil habitantes contabiliza 17,21 crimes a cada 10 mil pessoas. Em seis meses, a cidade registrou 411 casos de lesão corporal dolosa e 35 estupros.

Depois de Barueri, que aparece na sétima posição com 15,26 crimes/10 mil habitantes, está Ferraz com 14,90 crimes a cada 10 mil pessoas. O município possui 182.544 habitantes e no primeiro semestre deste ano registrou 272 ocorrências.



REGIÃO

Apesar de não aparecer no ranking das 10 cidades mais violentas da Grande São Paulo, Mogi das Cruzes também registrou diversos crimes de homicídio entre novembro de 2014 e julho deste ano. Foram seis casos. Somente em 2015, três chacinas foram registradas. Contudo, a cidade apresentou uma queda de 8,82% no número de homicídios, com 34 registros nos seis primeiros meses do ano passado e 31 neste ano. O município ainda conseguiu zerar o número de assassinatos em junho deste ano. Porém, em julho, uma chacina foi registrada com três mortes. Os dados deste mês serão divulgados na próxima terça-feira.

Nas 10 cidades da região, no primeiro semestre, foram registrados 103 casos de homicídio doloso, cinco homicídios culposos, 78 tentativas de homicídio, 1.876 casos de lesão corporal dolosa e 71 culposas, além de sete casos de latrocínio com vítimas e 189 estupros.

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias