Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

66,5 mil casas ficam sem energia elétrica por conta de balões e pipas

01 JUL 2015 - 08h01

Mais de 66,5 mil casas de Suzano ficaram sem energia elétrica no ano passado por conta de balões e pipas, que caíram ou enroscaram na rede elétrica. Ao todo foram registradas 782 ocorrências. Em toda a região foram quase três mil registros, que causaram prejuízo para 340,3 mil clientes.

No ranking de municípios do Alto Tietê com maior número de clientes prejudicados por queda de energia provocada pelo contato de pipas com a rede, Mogi das Cruzes lidera a lista com mais de 100 mil residências, seguido por Itaquaquecetuba e Suzano, com 88 e 66 mil unidades consumidoras sem energia respectivamente. Do total, 83% dos casos ocorreram durante as férias e festejos de São João. As informações foram divulgadas ontem pela EDP Bandeirante, concessionária responsável pelos serviços na região.

Na maioria dos casos, equipes da distribuidora foram deslocadas para fazer a limpeza da fiação e restabelecer o fornecimento da energia interrompida por danos na rede elétrica.

Por conta do alto número de clientes prejudicados, a concessionária tem intensificado ações de conscientização, principalmente por conta da chegada das férias escolares e das festas juninas e julinas. A empresa alerta sobre os riscos e proibições que devem ser levados em conta na hora da diversão.

“Soltar pipas nessa época do ano motiva muito as crianças, além do período de férias, a estação do ano proporciona muito vento, o que que torna a experiência muito divertida. Soma-se a isso os festejos e as quermesses da época, e a brincadeira merece atenção redobrada para que a diversão aconteça de forma segura e não ocasione acidentes e interrupções na rede de energia elétrica”, disse em nota.

Vale lembrar que, em caso de qualquer anormalidade na rede da distribuidora, os consumidores devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, por meio do 0800 721 0123, que funciona 24 horas e com ligação gratuita.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias