Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Ambulantes aguardam ligação elétrica e vistoria do Shopping Popular

29 ABR 2015 - 08h01

Na reta final para a tão esperada inauguração do Shopping Popular de Suzano, a Associação Comunitária de Vendedores Ambulantes Autônomos de Suzano está à espera da ligação de energia no poste pela distribuidora, a EDP Bandeirantes.

O presidente da associação contou para a reportagem do DS que o pedido de instalação de energia no poste foi entregue à concessionária há 15 dias, juntamente com as documentações necessárias. Somente após a ligação é que o Corpo de Bombeiros deve ser acionado para a realização do auto de vistoria.

Do portão para dentro, as obras de acabamento nos boxes estão quase 100%. Boa parte deles já está com as portas fixadas.

As que estão paradas, segundo o presidente da associação, Luis Antônio Rocha, é porque estão aguardando a emissão do laudo dos bombeiros, uma vez que a dúvida sobre a cobertura dos empreendimentos ainda existe. Este será um dos assuntos que provavelmente deve ser tratado pela associação nos próximos dias.

Outro impasse que precisa ser resolvido com os associados é a construção de um muro que vai impedir que, em dias chuvosos, os boxes sejam atingidos. A associação até comprou os materiais para iniciar a obra, mas foi impedida porque o projeto original não prevê a intervenção.

De um lado, os ambulantes, que defendem a obra e sustentam que além da conservação, vai evitar assaltos. Do outro, a Prefeitura e o proprietário do imóvel, que não concordam com a alteração.

"Tem gente aqui que só vai prosseguir com as obras depois de resolver essa questão", afirmou Rocha.

No caso da cobertura, o projeto original também não prevê as obras. Nesse caso, a responsabilidade das lajes é dos proprietários. O tipo de material utilizado ainda deve ser discutido com o corpo de bombeiros. Outra pendência que os ambulantes ainda precisam resolver é a autorização da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) em relação à rede de esgoto. Inicialmente, a empresa questionou a construção da caixa de esgoto e pediu a documentação que comprova a profundidade da caixa. Um estudo será feito para saber se o nível do esgoto está de acordo com a rede externa.



BRIGADA

O presidente da associação contou ao DS que cerca de 50 ambulantes participaram de um curso de brigada de incêndio.

O curso abordou assuntos relacionados a combustão e seus elementos; pontos de fulgor; ignição e combustão e a reação em cadeia; processos de propagação do fogo; classes de incêndio; técnicas de prevenção de incêndio entre outras.

A data para a inauguração do centro de compras popular não está definida, de acordo com Rocha.

EDP

Em nota, a concessionária informou que está analisando o caso.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias