Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Campanha contra a Dengue atinge 45 quarteirões no bairro Casa Branca

23 ABR 2015 - 08h01

A Campanha de Combate a Dengue da Prefeitura de Suzano, realizada por meio da Secretaria de Saúde, Vigilância Sanitária e Tiro de Guerra (TG), percorreu na tarde de ontem 45 quarteirões do Bairro Casa Branca. No sábado, as equipes visitarão o Boa Vista. Segundo a prefeita em exercício, Viviane Galvão (DEM), mais de 50 pessoas estão envolvidas na ação que visa prevenir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, causador da dengue.

De acordo com o diretor de vigilância em saúde, Carlos Ferreira, a vistoria teve início às 13h15 e foi realizada até as 17 horas. "Temos 30 atiradores, divididos em três grupos de 10 e cada com cinco duplas. Todos são auxiliados por quatro agentes da vigilância. Ao todo temos 20 agentes de saúde na ação. É preciso esclarecer a população, pois a dengue, diferente de outros mosquitos, fica em uma área de aproximadamente 200 metros, então se o vizinho foi picado, o mosquito está nas redondezas", explica.

Segundo a prefeita, a campanha em conjunto com o TG será realizada as quartas-feiras e sábados, até 24 de maio com possibilidade de prorrogação. "O subtenente Bandeira, já nos disse que ajudará no combate a dengue durante o ano todo de forma estratégica. Os atiradores foram treinados e fazem as vistorias nas casas que permitem a entrada, além disso, eles auxiliam a população sobre os cuidados preventivos", adianta.

O secretário adjunto de Saúde, Romero Oliveira Lima, também participou da vistoria e reforçou que tanto os atiradores quanto os agentes de saúde estão uniformizados durante a panfletagem. A entrada nas casas não é obrigatória, mas durante a visita, os atiradores poderão identificar possíveis focos do mosquito. Vale destacar que 80% do surto pode ser resolvido pela população, com medidas preventivas que visam cuidados como armazenamento correto de água, limpeza de utensílios abertos e descarte adequado de entulhos. Os munícipes devem utilizar cloro, detergente ou sabão em pó para lavar o quintal. As substâncias impedem a sobrevivência das larvas.



INTENSIFICAÇÃO

Para combater a proliferação do Aedes Aegypti, a Prefeitura comprou duas máquinas de termonebulização ultra baixo volume. Os equipamentos são mais avançados e eficazes que as máquinas comuns de fumaça.

Entre as vantagens do aparelho está a névoa que pode ser feita durante o dia. Ela quebra a molécula do inseticida e paira no ar por mais tempo. O primeiro bairro a receber o serviço será escolhido a partir do número de notificações sobre a dengue.

O Aedes Aegypti, tem de 45 a 60 dias de vida. A fêmea bota os ovos infectados na parede lisa de recipientes que contêm água. Assim que eles entram em contato com a água, eclodem, e dão início ao ciclo de vida do mosquito. É preciso tomar os devidos cuidados com a dengue durante o ano todo, porque fora d'água, os ovos sobrevivem por até 12 meses sem a eclosão. Os recipientes utilizados para armazenar água devem ser lavados periodicamente, com sabão e esfregão.

Depois de tomar contato com a água, os ovos levam de 7 a 10 dias para se tornarem mosquitos adultos, de acordo com a temperatura: quanto mais quente, mais rápido eles crescem. As fêmeas conseguem colocar até 400 ovos e dar até 300 picadas. O Aedes Aegypti tem um comportamento conhecido como repasto sanguíneo, que se caracteriza pela agilidade em picar várias pessoas em um curto período de tempo, ao contrário do mosquito comum, que pica o humano e permanece certo tempo no mesmo local.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias