Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Casamento Comunitário une 11 casais na Paróquia Bom Pastor

17 MAI 2015 - 08h01

Onze casais subiram ao altar para dizer o tão sonhado "sim", na tarde de ontem, durante um casamento comunitário realizado na Paróquia Bom Pastor, na Cidade Edson, em Suzano. Além do matrimônio religioso, quatro dos casais também se uniram civilmente. O evento contou com mais de 200 convidados. A realização foi uma parceria entre a paróquia com o Fundo Social de Solidariedade (Fuss), o Conselho Coordenador de Associações Amigos de Bairro (Comsabs) e a Associação Paulista de Magistrados (Apamagis). O presidente da Câmara Municipal, Denis Claudio da Silva (DEM), o Filho do Pedrinho do Mercado, também esteve no evento.

Esse foi o 4º Casamento Comunitário do Fuss, e o 2º em parceria com a Paróquia Bom Pastor. A cerimônia foi realizada pelo padre Alberto Gomes da Silva que falou da importância do sacramento do matrimônio. "Quando os casais se aproximam da sã doutrina católica percebem a importância do compromisso matrimonial. O sacramento foi algo instituído pelo próprio Jesus e quando decidem viver uma nova vida com Cristo, tomar a decisão de regularizar sua situação perante Deus e a Igreja é algo normal"

Para o noivo Francisco do Prado, que já está junto há 10 anos com a esposa, subir ao altar para assumir o compromisso como manda a tradição trata-se de um momento especial. "Decidimos enquanto minha esposa fazia a classe de batismo. É uma alegria muito grande. Receber a bênção de Deus no nosso casamento é algo muito especial", disse enquanto esperava a chegada da noiva, Franciele do Prado.

Há 17 anos casado no civil com Franceli Hipólito Bertolino, o noivo Edmilson de Almeida Bertolino falou entusiasmado sobre a importância da ocasião. "Estamos muito felizes. É a celebração do nosso amor", relatou.

Enquanto isso, as noivas chegavam à igreja sem conseguir esconder o nervosismo e o entusiasmo. Luciana Duarte tomou a decisão de casar quando o tio, que também subiu ao altar na cerimônia de ontem, a chamou para ser madrinha do seu casamento. "Meu tio veio me chamar para ser madrinha dele, mas aí eu disse que também queria casar. Deu tudo certo e estou aqui". Ela se uniu civil e religiosamente com Anobio Albuquerque depois de já estarem 18 anos juntos.

José Fernandes, tio de Luciana, se casou no religioso com Maria Aparecida Fernandes, depois de 19 anos casados no civil. "Está tudo saindo melhor do que podia esperar. Estou nervosa, mas não vejo a hora de vê-lo (o noivo) no altar", contou Maria Aparecida.

Para a ocasião, os noivos só precisaram ficar responsável pelos trajes que usariam na cerimônia.

O Fuss concedeu o dia de beleza da noiva, o bolo da recepção, a filmagem, dentre outros detalhes. A paróquia deu o curso de formação dos noivos, além da assessoria cerimonial em parceria com uma empresa de eventos. Os noivos também ficaram isentos do pagamento da taxa espórtula, valor que é cobrado pela igreja quando esta ministra algum sacramento. Após a cerimônia, a recepção foi realizada no salão paroquial da igreja. O padre Alberto Gomes adiantou que o próximo casamento comunitário da paróquia ocorrerá em novembro. As informações podem ser obtidas na própria igreja. Ano passado, a paróquia realizou o casamento de 20 casais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias