Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 25 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Cetesb vai investigar emissão de material corrosivo na Vila Santana

07 MAI 2015 - 08h01

Uma grande quantidade de óxido de cálcio foi lançada sobre casas próximas da companhia Suzano Papel e Celulose, na Vila Santana. O produto é corrosivo e pode provocar queimaduras nas vias respiratórias.

De acordo com o laudo divulgado ontem à tarde pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), o material saiu de um dos equipamentos da empresa. A equipe técnica da Agência Ambiental de Mogi das Cruzes atendeu a ocorrência e fez a inspeção no bairro e posteriormente dentro da empresa. Na visita, os técnicos repararam que o sistema que controlava o nível de poluentes do forno estava desligado.

Logo que acordaram, os moradores da Rua Benedito Leite de Siqueira, na Vila Santana, notaram que os quintais e carros estavam cobertos por uma poeira branca. Amedrontados, eles relataram que acionaram a Cetesb para analisara situação.

"Ontem à noite quando eu saí para trabalhar notei que saía da caldeira uma quantidade grande de fumaça", contou o morador, Anderson Fortunato. É a primeira vez que isso acontece, segundo ele.

A reportagem do DS esteve no local a pedido dos moradores. No final da rua, um carro preto que fica estacionado estava completamente branco.

A poeira também podia ser vista pelo motorista que trafegavam pela Rua Prudente de Moraes (SP-66). A paisagem vista era de um terreno acinzentado.

"Minha mãe tem 61 anos e passou mal com a garganta ruim esta noite. Nunca imaginamos que podia ser por causa disso", contou a dona de casa Alessandra Francisco Fortunato. Ela disse que teve de lavar todo o quintal e que dentro de casa também tinha resíduos de poeira.

A auxiliar de cozinha, Glaucia Francisco Fortunato, contou que teme pela saúde das filhas. "A gente que tem criança fica com medo e se preocupa. E se isso for tóxico?", questionou.

Em nota a Cetesb informou. "Diante de várias inconveniências ao bem estar público, a CETESB está analisando os encaminhamentos para o presente caso, em conformidade com a legislação ambiental vigente.



SUZANO

Em nota a Suzano Papel e Celulose disse que atendeu ao chamado dos moradores da região juntamente com os técnicos da Cetesb e está analisando as causas da ocorrência, mas considera o caso como "um fato pontual".

Disse também que atua "em conformidade com a legislação, adota todas as medidas ambientais cabíveis em relação às emissões de todas as suas unidades industriais". A população que tiver dúvidas ou reclamações pode entrar em contato com a empresa pelos canais de comunicação: 0800-0221727 e pelo e-mail suzanoresponde@suzano.com.br.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias