Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Defesa Civil conclui retirada de escombros; dois seguem internados

25 ABR 2015 - 08h01

A Defesa Civil de Suzano concluiu, na tarde de ontem, a retirada dos escombros e a limpeza das casas atingidas por uma explosão causada por vazamento de gás, no Jardim Lazzareschi. Três casas foram afetadas diretamente e duas indiretamente. Uma avaliação mais detalhada, sobre os danos causados será realizada por engenheiros da Prefeitura nos próximos dias. As famílias afetadas pelo acidente já foram cadastradas pela administração municipal e as que precisarem serão incluídas no programa de Aluguel Social.

As vítimas Marcelo dos Santos e Eliana Teixeira de Carvalho, donos do imóvel onde houve a explosão, continuam internadas em estado grave. Já as outras famílias, umas correm para reconstruir seus imóveis e outras, para retirar os objetos pessoais de casa.

Ainda com dores no corpo, Maria de Lourdes de Jesus, de 74 anos, conta que foi um milagre ela e o marido, José de Jesus, de 59 anos, terem saído com vida. O quarto do casal foi destruído pela explosão, enquanto dormiam. "Só escutei o estrondo e quando percebemos, tudo escureceu. Tudo caiu em cima da gente", disse. O casal já voltou para a casa e agora vai começar a reconstrução do quarto.

A suzanense Thalytt Brange conta que havia acabado de sair de casa para ir ao trabalho quando recebeu a ligação sobre o acidente. Os pais e os irmãos dela estavam na casa. "Meu pai e minha mãe ficaram por mais de uma hora embaixo dos escombros. Por Deus, eles saíram sem nenhuma fratura", disse. Thalytt contou ainda que a família está temporariamente na casa de parentes, mas que logo começará a procurar uma casa para alugar.

Os moradores, que aceitarem, ficarão no Aluguel Social até conseguirem reconstruir suas casas.

Casal continua em estado grave

O estado clínico do casal que vivia na casa onde a explosão ocorreu continua grave. Marcelo dos Santos, que teve 92% do corpo queimado, e Eliana Teixeira de Carvalho, que teve 82%, seguem internados desde o incidente. Santos ainda encontra-se no Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, aguardando transferência para um hospital especializado. Sua esposa já foi encaminhada à Santa Casa de Limeira, que possui tratamento para queimados. A Secretaria Estadual da Saúde informou que a previsão era que Santos fosse transferido na quinta-feira, porém, devido à gravidade de seu estado, a mudança não pôde ser feita. Com isso, a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) está realizando uma nova busca em todos os hospitais que possuam tratamento para queimados, a fim de que a transferência ocorra o mais rápido possível.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias