Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 09 de dezembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 09/12/2021
CREA- SP TRANSFORMAÇÃO DEZEMBRO 2021
SECOM CORUJÃO DA SAÚDE
SOUSA ARAUJO - SIENA
CIA SUZANO
Cidades

Diretora de Patrimônio Histórico pretende ampliar ações dentro do Casarão da Memória em Suzano

Espaço foi aberto ao público em setembro

Por de Suzano19 OUT 2021 - 14h14
Diretora de Patrimônio Histórico pretende ampliar ações dentro do Casarão da Memória em SuzanoFoto: Regiane Bento/DS
A diretora de Patrimônio Histórico de Suzano, Rita Paiva, pretende ampliar ações dentro do espaço. Em entrevista ao DS, a diretora contou detalhes sobre o projeto. O espaço foi aberto ao público em setembro. Ela concedeu entrevista ao lado da cantora, atriz e coordenadora de música, Carla Shinabe.
 
Rita conhece o prédio desde criança, quando seu pai trabalhava em um escritório que ficava próximo do casarão, no Centro de Suzano. Na ocasião, o prédio estava abandonado. Ela sempre se interessou pela história da cidade e sabia da importância daquele imóvel. “Sempre ficava olhando para ele. Ele estava abandonado e seria demolido. Conversei com o prefeito na época e conseguimos evitar a demolição”, contou Rita.
 
A partir daí ela começou elaborar um projeto. Apesar do tempo, a estrutura do local estava bem preservada. O espaço conta com a Sala Suzano, Sala Imprensa, Sala Casarão da Memória, Sala Memória Viva, Auditório Cine Saci, Sala do Migrante e a Sala do Imigrante, além do acervo técnico com digitalização de fotos e documentos, sala de leitura, biblioteca e uma loja. E vem mais por aí. “Nossa cabeça ferve ideias. Temos um pátio bem legal para apresentações musicais. Queremos fazer uma apresentação minimalista neste espaço, além de servir café e vinho para o público curtir ali”, projetou.
 
Todos os fatos históricos foram escritos da forma mais científica possível. Com a inauguração, o trabalho de pesquisa deve ser ampliado. “Tem muitos livros em Suzano e uma pesquisa da USP também. Fizemos um trabalho intenso de pesquisa para não ter divergências. Mas é permitido ter uma margem de erro, pois antes da emancipação não havia fotos e o que eu tinha era essa pesquisa da USP. Partindo da inauguração, onde temos equipamentos, nós vamos fazer mais pesquisas”, disse Rita.
 
As visitas no espaço são feitas através de agendamento, que pode ser realizado presencialmente ou por telefone. O Casarão da Memória fica na Rua Doutor Campos Sales, 547, no Centro. O telefone para contato é o 4748-6949.
 
Carla Shinabe interpretou, na semana passada, “Vânia” na mostra “Mulheres (IN)”. 
O espetáculo aconteceu na sexta (15) e no sábado (16), às 20 horas, no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré. 
 
Carla teve seu primeiro contato com a arte pela música, mas se profissionalizou no teatro. Ela apresentou o projeto “Que tempos difíceis são esses: onde falar de amor é quase um crime”. 
 
Hoje ela exerce a função de coordenadora de música, a convite do secretário de Cultura de Suzano e vice-prefeito Walmir Pinto. “Foi o primeiro projeto em que me envolvi com música. Desenvolvi minha parte musical dando aulas de canto na escola Suzano. Minha ideia é entregar a experiência que tive no teatro, mas dentro da música”, relata.
 
Outro ponto destacado foi o Festival Suzanense da Canção Jovem. Carla pensou em reformular o projeto e ampliar para o Alto Tietê, mas a pandemia travou o processo. Neste ano, crianças e jovens se apresentaram em lives e o resultado foi bastante animador. O projeto pode contemplar o público da melhor idade. “Foi bastante divertido. Para 2022, o Fesc para jovens, adultos e melhor idade vem com muito mais potência”, afirma Carla.
 
O Fesc jovem foi delimitado para crianças de 7 e jovens até 24 anos. As inscrições serão divulgadas pelo Instagram e Facebook da Secretaria. As inscrições, geralmente, são feitas pelo site do órgão. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias