Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Meninas são as principais vítimas das ocorrências de abuso contra crianças

13 JUN 2015 - 08h01

A 3ª edição do Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em Suzano, foi realizado ontem e reuniu cerca de 150 pessoas. A secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Leonice Ramos Ferreira destacou que o evento busca fortalecer as redes de proteção às crianças e adolescentes, a fim de diminuir a situação de violência quem vem aumentando no município. Quanto ao perfil das vítimas nestes casos, a predominância é do sexo feminino.

A secretária reforçou ainda que a maioria dos casos ocorrem dentro do âmbito familiar, e quando isso acontece a criança precisa ser afastada. "Este ano houve um aumento considerável em relação às crianças acolhidas nos abrigos municipais. E a maioria dos casos diz respeito à violência, seja física ou sexual", relatou Leonice. Dentro do serviço de proteção social especial, Suzano conta, atualmente, com três unidades de acolhimento provisório infantil, que abrigam as vítimas até que elas possam voltar para o ambiente familiar.

No abrigo, a criança é assistida por uma equipe de educadores e técnicos. O trabalho é feito em conjunto com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Conselho Tutelar. Durante o tempo que a criança permanece no local, o Creas realiza um trabalho educacional e de conscientização com a família. Nos casos em que o agressor é identificado e confirmado, são tomadas medidas judiciais para que o mesmo possa ser punido pelos seus atos.

O encontro de ontem, realizado na Faculdade Piaget, foi alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado nacionalmente no dia 18 de maio. A programação teve apresentação circense feita por crianças do Instituto Amar Holiness. Além da palestra "Novas Perspectivas de Enfrentamento" ministrada pelo doutor em serviço social pelo Núcleo de Estudos da Criança e do Adolescente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), o psicólogo Marcelo Neumann.

"Quero mostrar as novas perspectivas no acompanhamento dos casos de violência contra criança e adolescente. Focando as alterações de comportamento das vítimas, mas também na situação do agressor, como por exemplo, o que o levou a praticar tal ação. Tudo com o objetivo de coibir essa situação dentro da sociedade", disse Neumann.

Educadores, profissionais de saúde, autoridades políticas e militares, promotores de justiça, compareceram ao evento que teve como tema "Lembrar é Combater". O secretário municipal de Educação, Arnaldo Marin Jr, o Nardinho; a juíza de Direito da 1ª Vara Criminal e da Infância e Juventude de Suzano, Érica Marcelina Cruz, e a presidente do Conselho Tutelar de Suzano, Gilvania Teles, também prestigiaram o encontro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias