Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ

Pedidos de seguro-desemprego têm queda de 9,5% em Suzano em 6 meses

23 AGO 2015 - 08h00

Os pedidos de requerimentos do seguro-desemprego tiveram queda de 9,51% em Suzano. No primeiro semestre deste ano, 3.757 pessoas deram entrada no benefício. Em 2014, foram feitas 4.152 solicitações.

De acordo com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (Sert), em média, os trabalhadores que ficam desempregados e que possuem o direito de receber o seguro-desemprego tem acesso ao benefício, 30 dias após a data de entrada do pedido. O valor pago pelo Ministério do Trabalho varia de acordo com a faixa salarial, mas inicia-se com o valor do salário mínimo R$ 788 até R$ 1.385,91.

Começar em um novo emprego, receber outros benefícios continuados como aposentadoria ou auxilio-doença, recusar vaga de emprego condizente com a atividade que o trabalhador exerce, oferecida pelo Posto do Sistema Nacional de Emprego (Sine), são alguns dos motivos que impedem o trabalhador de receber o auxílio.

Os trabalhadores que estão aptos a solicitação, precisam, por sua vez, depois de receber da empresa a documentação rescisória (termo de homologação/quitação, requerimento do seguro-desemprego, carteira de trabalho, cartão do PIS, CPF, carteira de identidade) se dirigir após sete dias da demissão ou em até 120 dias, a um Posto Sine para requerer o benefício.

Em Suzano, o trabalhador pode se dirigir ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), localizado na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Rua Washington Luis, 185, Vila Costa. Vale destacar que para colocar em dia as contas públicas do País, o governo entrou com medida provisória que modifica algumas regras de recebimento do seguro-desemprego. Na regra anterior, por exemplo, o trabalhador podia pedir o benefício após seis meses de trabalho ininterruptos. Com a nova regra é preciso trabalhar por 12 meses para pedir pela primeira vez, e por nove meses para pedir a segunda. Para solicitar a terceira vez, é preciso trabalhar por seis meses.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias