Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Sabesp arrecada R$ 9 milhões com multa de excesso de consumo de água

25 JUL 2015 - 08h01

A Companhia de Saneamento Básico do Estado (Sabesp) arrecadou aproximadamente R$ 9 milhões com a multa cobrada dos consumidores do Alto Tietê que aumentam o consumo de água durante o período de crise hídrica. A medida está em vigência desde fevereiro. Ou seja, no período de cinco meses (até junho), somente a multa resultou em arrecadação média de R$ 1,8 milhão por mês para a empresa. Os dados são baseados na utilização da água nas sete cidades do Alto Tietê: Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá, Salesópolis e Suzano, além dos bairros de divisa de Mogi das Cruzes.

Pelas regras, aqueles que consumirem até 20% mais água do que a média apurada no período de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014 (anterior à crise) será sobretaxado em 40% da conta total. Já quem aumentar o consumo além desse limite receberá acréscimo de 100% na tarifa. No mês de junho, 47 mil consumidores da região tiveram a incidência dessa tarifa.

Mesmo com os números referentes às taxas de contingência, cerca de 936 milhões de litros de água foram economizados no mês de junho, nas cidades citadas. O total de volume é o suficiente para abastecer, por exemplo, a população das cidades de Suzano e Biritiba Mirim, juntas, por um mês.

Dos consumidores que aderiram à economia da água na região, 64% dos clientes obtiveram bônus de 30% de desconto no total da conta. Outros 2% receberam dedução de 20% no valor e 5% obtiveram desconto de 10%. Ainda houve quem reduziu o consumo, mas não o suficiente para atingir o bônus.

A população suzanense garante que continuará com as ações de economia de água. A empresária Sônia Kamata e a filha Érica Kamata, moradoras do Parque Santa Rosa, adotaram medidas para amenizar o consumo. E, segundo elas, tem dado certo. A empresária conta que em janeiro gastava cerca de R$ 180 e agora, com a redução, ela foi contemplada com o bônus pagando atualmente R$ 40 de conta de água. "Nós reutilizamos a água da chuva e a água que lavamos a roupa aproveitamos para lavar também o quintal", disse Sônia.

A dona de casa Iara Soares também foi contemplada com o desconto. A conta da residência da suzanense passou de R$ 110 para R$ 60. "Usamos a água da chuva para lavar o quintal, diminuímos o tempo no banho e evitamos usar a mangueira. Já virou rotina e a economia foi muito boa"

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias