Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Sindicato aponta funcionamento de caixas até 19 horas como adequado

21 JUN 2015 - 08h01

Para garantir a segurança de clientes e funcionários, os caixas eletrônicos das agências bancárias deveriam operar até às 19 horas. A sugestão foi apontada esta semana, pelo presidente do Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região, Francisco Candido. A medida é debatida, após São José do Rio Preto, localizado no interior do Estado, aprovar uma lei que obriga os bancos a desligarem os equipamentos eletrônicos depois das 17 horas.

De acordo com o presidente, hoje no Alto Tietê os caixas eletrônicos funcionam até as 22 horas, assim como em grande parte do Estado. Segundo informações de Rio Preto, a medida de restringir o funcionamento dos equipamentos é realizada para garantir a segurança dos clientes.

"Esta questão é um problema de segurança pública, o banco não pode ter apenas um segurança para trabalhar no período noturno, quando o movimento é menor, pois isso não adiantaria muito. Por outro lado, parar o funcionamento dos caixas eletrônicos às 17 horas é comprometedor, uma vez que ainda é muito cedo", explica Candido.

O banco Itaú, por exemplo, segundo o presidente, possui diversos horários de funcionamento, de acordo com cada agência (cidade e rua). A operação dos caixas eletrônicos varia entre 18 e 19 horas. "Normalmente, as instituições bancárias contam com segurança privada até o horário de saída dos funcionários, isto é, em média até as 18 horas. Após esse horário, as unidades possuem apenas vídeomonitoramento e sistema de alarme", pontua.

Restringir o horário de funcionamento, explica Candido, trás também prejuízos ao banco. Em contrapartida, as instituições fazem poucos investimentos em segurança privada. "Falta preocupação do banco em relação à segurança dos clientes".

O presidente ressalta ainda que medidas como esta visam diminuir os casos de saidinha ou assaltos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias