Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Suzano adquire novos equipamentos para combater avanço da dengue

28 ABR 2015 - 08h00

Suzano está fazendo a aquisição de dois nebulizadores veicular (acoplados em pick-up) e também 4 costais (tipo mochila), que oferece acesso em locais mais restritos, onde os veículos não têm alcance, para reforçar o combate à dengue.

Esses novos equipamentos possuem tecnologia UBV (Ultra Baixo Volume), que emite micro partículas em névoa, eliminando a fumaça. Com esse sistema, o raio de ação é maior e também permite que os trabalhos sejam feitos em qualquer horário. Com o fumacê, o serviço só pode ser realizado no final da tarde.

Visando uniformizar as práticas de enfrentamento por parte de seus profissionais, a Secretaria de Saúde realiza periodicamente uma capacitação para médicos e enfermeiros de toda a rede, inclusive do Pronto Socorro e da Santa Casa. O treinamento tem o objetivo de revisar e reforçar o plano de contingência da doença.

"Essa capacitação traz a revisão do plano de contingência municipal do enfrentamento a dengue, com todas as ações que vão desde a precaução à assistência dos profissionais", finalizou o secretário de Saúde, Eduardo Sélio Mendes Júnior.



Como prevenir

O médico veterinário da Vigilância em Saúde da cidade, Gérsio Suguimoto, também frisou sobre a participação das pessoas na prevenção da doença. "Todos têm que fazer inspeções semanais dentro de sua casa para evitar o acúmulo de água, que pode formar foco do mosquito", aponta. Ele também ressalta que dengue não existe somente no verão, mas durante todo o ano, principalmente em épocas de chuvas constantes.

Em caso de economia de água de chuva em tonéis e baldes, a Vigilância destaca a importância de tapar o recipiente. Além disso, os munícipes devem utilizar cloro, detergente ou sabão em pó para lavar o quintal, substâncias que impedem a sobrevivência das larvas. Os principais sintomas da doença são: dor de cabeça e nos olhos; febre; dores no corpo; cansaço; fraqueza; náuseas; vômito e manchas vermelhas na pele. "A pessoa que apresentar esses sintomas deve procurar a unidade de saúde mais próxima", informou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias