Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Suzano conta com três casas de acolhimento para crianças

26 JUL 2015 - 08h01

Suzano conta atualmente com três núcleos para acolhimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. As unidades recebem pessoas com faixa etária entre zero e 18 anos. As instituições abrigam aproximadamente 32 jovens.

De acordo com o coordenador David de Souza Lopes, da instituição Luz Divina, faz quatro meses que a entidade assumiu a casa em caráter de emergência, após vencer licitação e deve responder por ela por no mínimo dois anos. "Trabalhamos há 20 anos na cidade com idosos em situação de vulnerabilidade. Agora estamos com o núcleo dois (Centro) e três (Casa Branca) atendendo crianças de zero a 18 anos", explica.

Lopes destaca que a expectativa dos gestores da casa é oferecer um ambiente familiar às crianças que são enviadas por meio de medida protetiva do Conselho Tutelar. A expectativa para o futuro é preparar jovens capacitados para o mercado de trabalho, além de deixá-los aptos a terem uma vida digna perante a sociedade.

"Conversamos muito com os jovens. Apontamos a importância de ir à escola, fazer os cursos de qualificação", completa. Hoje a unidade da Casa Branca possui dois educadores por turno, uma cozinheira, um ajudante geral, um motorista, além dos coordenadores e auxiliares administrativos. "Todos somos educadores e ensinamos algo a estas crianças", comenta.

Durante a semana, a rotina das crianças e adolescentes se resume em escola e contraturno com cursos de capacitação - para aqueles que possuem interesse. Aos sábados elas fazem atividades ao ar livre e aos domingos - as que possuem vínculos familiares - recebem visitas. Lopes acrescenta que o Luz Divina faz hoje um trabalho social que auxilia quem está em situação de vulnerabilidade no início e no final da vida, ou seja, na infância e na melhor idade.

Maria de Fátima Reis é coordenadora do Instituto Beneficente Viva Vida. A casa fundada em 1993 também acolhe crianças encaminhadas pelo Conselho Tutelar. Tanto no Luz Divina, quanto no Viva Vida, as crianças estão por tempo indeterminado, uma vez que algumas retornam ao ambiente familiar e outras vão para adoção. "Aqui tentamos deixar as crianças o mais a vontade possível, como se fosse a casa delas. Elas recebem aulas de pintura, desenho, música. Vão à escola, fazem passeios", comenta.

Fátima diz que todo trabalho não supre a falta da família, mas fornece um ambiente acolhedor. Em média, as crianças ficam na casa por menos de dois anos, tempo médio que demora para sair o resultado de onde as crianças vão ficar (com os pais ou se serão encaminhadas para adoção).



DOAÇÕES

As duas casas recebem doações. Entre os artigos arrecadados estão roupas, sapatos, material de higiene, alimentos, artigos de escritório. A Luz Divina também atende idosos, então aceita doações de fraldas. Para ajudar ligue para 3453-1825. Para ajudar o Viva Vida ligue 4749-1055.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias