Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Suzano estuda criação de unidades de atendimento para moradores de rua

04 ABR 2015 - 08h01

A Prefeitura estuda a implantação de novos centros de acolhimento para atender pessoas em situação de rua. A afirmação foi feita pela secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Leonice Ramos Ferreira, enquanto visitava o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Suzano. O município conta hoje com apenas um centro social para este serviço.

Os atendimentos são feitas no Bom Samaritano, que dispõe de 50 vagas por meio da parceria firmada entre Prefeitura e Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Com a chegada das estações mais frias, a demanda aumenta. "A gente sabe que não é suficiente. Temos estudos para saber se é possível a ampliação do número dessas vagas", esclareceu.

A secretária enfatizou outros projetos desenvolvidos pela pasta a fim de recuperar os dependentes químicos e destacou o papel que a Secretaria de Saúde tem exercido no programa Consultório de Rua.

Atendimentos

De acordo com a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Renata Pires, mais de 220 moradores de rua são monitorados pela unidade. Cerca de 800 atendimentos são realizados mensalmente na unidade, sendo que a maioria é de outras cidades da região e da Capital. Apenas 15% desta população é local. Eles recebem auxílios como, roupas, cobertores, calçados, tomam banho e podem se alimentar. Também pode se inscrever em cursos profissionalizantes como de eletricista e jardinagem. A secretária explicou que as ações são essenciais para a independência desses moradores. "É uma forma de dar a eles a condição de se emanciparem", afirmou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias