Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
segunda 14 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/06/2021
EDP SEGURANÇA
MAGIC CITY - CAMPANHA SOLIDÁRIA
Cidades

Suzano segue líder na criação de empregos no acumulado desde janeiro de 2017

Expectativa é de que este cenário positivo continue e seja até maior neste fim de ano

Por de Suzano06 NOV 2020 - 15h26
Suzano segue líder na criação de empregos no acumulado desde janeiro de 2017Foto: Regiane Bento/Divulgação
Os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, mostram que Suzano segue líder entre as cidades da região do Alto Tietê na criação de postos de trabalho no acumulado desde janeiro de 2017. Para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, a expectativa é de que este cenário positivo continue e seja até maior neste fim de ano, principalmente em razão das tradicionais vagas temporárias que surgem neste período, a maior parte em estabelecimentos comerciais.
 
O balanço do Caged referente ao mês de setembro destaca que Suzano ganhou 379 postos de trabalho, saldo positivo entre 2.045 admissões e 1.666 desligamentos. O número é quatro vezes maior (316,48%) em relação ao registrado em agosto, quando houve a geração de 91 vagas na cidade (1.861 admissões contra 1.770 desligamentos). Desde 2017, foram criados 7.633 empregos em Suzano.
 
De acordo com a secretaria, mesmo com o foco da administração municipal voltado para a saúde da população neste momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e respeitando os protocolos sanitários, o trabalho tem sido realizado de maneira constante para a retomada econômica no município, o que tem estimulado as contratações.
A pasta reafirma que a meta e os esforços permanecem neste sentido, assim como as políticas públicas estão firmes nesta direção. A gestão atual apresenta medidas que possibilitam Suzano a gerar cada vez mais emprego e renda. No Alto Tietê, a cidade é responsável por aproximadamente 60% dos postos de trabalho formais de 2017 a 2019, assim como de 90% de todo o saldo positivo do ano passado.
 
As ações efetivas que propiciam este cenário incluem aproximação maior com o empresariado, atração de novos investimentos, capacitação de mão de obra, busca ativa de trabalhadores por meio de vagas colocadas à disposição no Centro Unificado de Serviços (Centrus), estímulo à permanência das empresas já instaladas na cidade, entre outras.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias