Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Vigilância Sanitária fiscaliza 233 estabelecimentos em Suzano

05 ABR 2015 - 08h01

Pelo menos, 233 estabelecimentos comerciais em Suzano foram fiscalizados pela Vigilância Sanitária da cidade nos primeiros meses deste ano. De acordo com um levantamento feito pela Prefeitura, aproximadamente 90% dos atendimentos realizados recebem orientações para adequação. Ainda, o telefone para informações e solicitações (denúncia) de vistorias é o 4741-8702. Segundo os dados obtidos, em 2015, cerca 104 inspeções ambientais, que envolvem esgotamento sanitário, criação de animais, reciclagem foram realizadas.

A Prefeitura apontou que, aproximadamente, 200 locais da cidade deverão passar pela vigilância ainda este ano.

Conforme as informações disponibilizadas, 26 locais que faziam algum tipo de atividade médica foram fiscalizadas.

Cerca de 25 estabelecimentos que trabalhavam com alimentos passaram pela vistoria da Prefeitura. Já envolvendo atividades odontológicas foram 33.

A Vigilância fiscalizou 21 estabelecimento que vendiam medicamentos. Quatro que trabalham com alimentos e dois com produção de medicamentos.

Outros 12 locais que tinham como atividade, cabeleireiro e embelezamento. Um espaço voltado a educação infantil e psicossocial. Ainda, um parque de diversão foi vistoriado.

A Prefeitura apontou ainda que a ideia da Administração é orientar os comerciantes a seguirem os critérios básicos de higiene e conservação. Para isso, foi usada uma espécie de termômetro de laser para verificar a temperatura dos alimentos que devem ser conservados a menos de cinco graus.

A equipe de Vigilância Sanitária, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde, atua em Suzano com três frentes de fiscalização. Cada uma delas é composta por dois agentes que por meio de um cronograma desempenham os trabalhos em peixarias, supermercados, feiras livres e demais estabelecimentos públicos.



REGIÃO

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos comentou que em decorrência do grande número de estabelecimentos de alimentos, a fiscalização e consequentemente, as interdições neste setor são maiores, porém todo estabelecimento que coloque em risco a saúde pública estará sujeito à autuação. E que neste ano foram autuados dez estabelecimentos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias