Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

Lorena Burger de Freitas Alves dos Santos é advogada

Encontros que fortalecem

14 SET 2021 - 05h00

A família é mesmo o eixo central de nossas vidas, é no meio dela e com ela que recuperamos nossa energia, refazemos nossos conceitos, revigoramos nossas esperanças e encontramos braços que nos aconchegam e nos fortalecem...
Um final de semana que passamos envolvidos por esse carinho familiar nos faz vibrar positivamente, acreditar em dias melhores e esquecer as dificuldades que nos cercam rotineiramente...
Como é bom ouvir o que eles têm a dizer, nos envolver nas histórias de um tempo em que não existíamos, mas que a família já estava formada e no aguardo de nossa chegada, ouvir sobre a infância dos mais velhos, do entendimento que tinham na adolescência e do aprendizado que levaram para a vida.
Saber que passaram dificuldades e que as superaram ouvindo conselhos e buscando força nas palavras amigas e reconfortantes daqueles que possuem o mesmo laço sanguíneo e um imenso amor a ser compartilhado. Certamente também nossas dificuldades são encontradas nos meios familiares, afinal é ali que estamos para resgatar dívidas de outras existências, por esse motivo alguns de nossos familiares podem nos parecer não ser tão simpáticos e amorosos como gostaria que fossem, mas até esse aprendizado de convivência com entendimento e paciência nos faz evoluir e nos tornarmos melhores com o passar do tempo. É no meio deles que conversando ou trocando confidências podemos rir e até mesmo chorar por relembrar acontecimentos de nossa vida sem se envergonhar de compartilhar e receber o aconchego em forma de doces palavras que acalentam a alma e até mesmo de fazer piada de fatos corriqueiros que em outros tempos nos causaram dor e aborrecimento e agora mais maduros e tolerantes, com as dificuldades superadas podemos rir, percebendo que demos muito valor a coisas e fatos que eram verdadeiramente insignificantes, mas que somente o passar dos anos os deixaram mais leves e compreensíveis.
Partilhar experiências, ouvir sem criticar, aceitar conselhos de pessoas que nos amam e somente desejam que o melhor nos aconteça, entendendo isso de maneira simples torna a vida mais leve e mais fácil de ser vivida. Nesses encontros conseguimos rir com leveza das pequenas trapalhadas que nos envolvem, até mesmo daquelas mais sérias que não confidenciaríamos normalmente por acreditar que poderiam nos envergonhar não nos preocupamos em partilhar, aceitando até mesmo o olhar às vezes um pouco mais severo que não nos recrimina, mas nos envolve mostrando que errar é humano e que todos estamos passíveis de pequenas falhas, afinal a vida é uma escola onde o aprendizado se faz ao vivo, muitas vezes sem tempo para analisar ou produzir teses conceituais...
A pandemia nos trouxe o aprendizado necessário para buscarmos mais esse aconchego familiar, que ficou para muitos distante e inacessível, presos em nossas casas, mesmo cercados de todo conforto, percebemos que a ausência mais dolorida foi a dos irmãos, a saudade nos fez sentir que até mesmo nossas discussões a respeito dos mais diversos assuntos eram saudáveis e necessárias, pois, nos mostravam que qualquer questão podia ser vista sobre outros ângulos, sob um olhar diferente, às vezes mais críticos outros menos severos, mas que nos permitiam analisar e concluir de forma mais sadia e menos dolorida situações que nos envolvem frequentemente. A vida em família é como o mar, acreditamos que conhecemos, mas sob uma superfície encapelada pode existir uma profundidade de paz desconhecida.

 

PMMC REDESCUBRA MOGI
CREDSU

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias