Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 25 de agosto de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/08/2019
PMMC - TRATA BRASIL
CENTERPLEX 22/08 A 28/08
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

Nossas calçadas

01 JUL 2019 - 23h59
Faz algum tempo escrevi sobre a situação precária das calçadas de nossa região e, não falo nas calçadas de Suzano somente, todas as cidades da região tem calçadas problemáticas...
Algumas são estreitas demais que mal permitem a passagem de uma só pessoa e ainda tem os postes de iluminação e sinalização ocupando espaço, obrigando o pedestre a trafegar no mesmo espaço dos carros na rua, colocando sua vida em risco e ainda recebendo xingamentos de motoristas mais afoitos que não entendem ou não querem entender porque caminham leito carroçável.
São buracos imensos, raízes de árvores que levantam o piso que se quebra e ficam com pontas perigosas, nem mesmo os animais conseguem andar por esses locais.
À noite com iluminação precária e ainda temendo pela segurança as calçadas são normalmente evitadas, pois, atrás de uma árvore que encobre a iluminação pode ter alguém com má intenção ali se escondendo ou pior, um buraco que nos fará cair e sofrer com ferimentos que ainda nos darão despesa e tomarão dias de nossas atividades na recuperação.
Algumas calçadas além de estreitas e com desnível ainda servem de estacionamento para veículos, pois, o dono da residência fez da calçada uma extensão de sua garagem e se ouvir alguém reclamar, enche o peito e responde com muita falta de educação, ainda achando que tem razão. Não é só nos bairros mais distantes do centro que isso acontece... No centro da cidade também ocorre com frequência, mesmo que seja só pelo famoso "é por um minutinho".
Foi necessário que mais de uma pessoa sofresse queda por conta dessas crateras para que ouvíssemos falar que as calçadas iriam sofrer manutenção.
Calçadas mal cuidadas e desniveladas deveriam gerar multas aos proprietários dos imóveis, pois, infelizmente somos um povo que só toma providências ou respeita as normas se elas onerarem nossas finanças... Precisamos sentir o peso da cobrança para tomarmos ciência de que leis foram feitas para serem cumpridas, é por isso que acabamos respeitando algumas leis de trânsito... O desrespeito dói no bolso.
As pessoas constroem e avançam suas construções no espaço que deveria ser reservado aos pedestres e as calçadas ficam cada vez mais estreitas.
Bons tempos quando a maioria das pessoas não tinham carros e utilizavam a calçada para colocar cadeiras e conversar com a vizinhança ao entardecer.
Em tempos modernos, priorizamos o conforto do acesso dos nossos veículos à garagem e inclinamos as calçadas, esquecendo que ali deveria ser mantido plano para facilitar o caminhar daqueles que necessitam andar a pé.
No centro as briga pelos espaços nas calçadas é grande, são pedintes, vendedores ambulantes, carrinhos de fast food com seus banquinhos, lixeiras e toldos, que apesar de terem utilidade no sentido de servirem um lanche rápido e saciarem a fome dos mais afoitos, atrapalham e muito o caminhar livre das pessoas.
Algumas lojas também empurram suas bancas quase até a calçada para expor suas ofertas e com isso atrapalham também o trafego, pois, as pessoas param para olhar e se amontoam naquele espaço, tornando congestionado e dificultoso o caminhar.
Oxalá agora todos se conscientizem e possamos caminhar com segurança por aí...
ALLIANCE
BANNER APS DESKTOP
Espaço da Gula2
Espaço da Gula

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias