Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 20 de fevereiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/02/2020
CENTERPLEX 20/02 A 26/02
CENTRO ONCOLÓGICO
MAGIC CITY
CENTRO MÉDICO
COLUNA

Eduardo Caldas

Foi candidato a prefeito em Suzano em 2004. É professor de Gestão Políticas Públicas na USP

Zeladoria da Cidade

06 FEV 2019 - 22h59
Certa vez um colega me disse que os ratos existem na proporção de dez para um em relação à população humana nas cidades, ou seja, há dez ratos para cada habitante. O problema é quando eles começam a aparecer com muita facilidade. Essa aparição fácil indica que a relação foi alterada e que tem mais que dez ratos para cada um de nós. Em outras palavras, certamente os serviços de limpeza e higiene municipais estão insatisfatórios.
Baratas nas calçadas de Suzano eu já não as conto. Os ratos, em número cada vez maior, tem me surpreendido. São enormes. Andam esgueirando-se nas guias, adentram os canos, atravessam as ruas. Eu os vejo entre 5:30h e 6h e por volta das 22h. É bem verdade que as ruas estão cada vez mais chamativas. O lixo se acumula e não é separado. O resíduo orgânico mal acondicionado é alimento para esses roedores. E quando o lixo, todo junto e misturado, se acumula ao longo das calçadas, cães e humanos maltrapilhos e maltratados remexem-no em busca de alimento. Então, o lixo, acumulado, junto e misturado, agora exposto nas calçadas, é "prato cheio" para os roedores de plantão.
O lixo também entope os bueiros e as bocas de lobo. Então no período das águas, geralmente, de janeiro até meados de março, bocas de lobo e bueiros entupidos, lixo espalhado nas calçadas e chuva intermitente implicarão em inundações. A urina dos roedores levada pelas águas implicará, por sua vez, em risco de leptospirose para os desavisados, para os precavidos e pegos de surpresa pelas trombas de água e também para aqueles que tiveram suas casas inundadas.
Assim, o mau cuidado da cidade implica em problema de saúde pública. Além dos programas de saúde pública, os serviços de zeladoria, muitas vezes negligenciados, são fundamentais.
O serviço de zeladoria, comum em nossas casas e prédios, torna-se luxo nos lugares negligenciados. Os serviços básicos de zeladoria de uma cidade são:
1. Pavimentação de ruas e calçadas que permita acesso fácil da população com mobilidade reduzida e que facilite o escoamento das águas. Portanto pisos permeáveis são preferíveis à pavimentação asfáltica;
2. Plantio de árvores. Além de plantar, é importante cadastrar e cuidar. O cadastro permite a constituição de um inventário das árvores. O cuidado permite o crescimento saudável das árvores que nos prestam importante serviço - fazem sombra, atenuam a velocidade do vento e melhoram a sensação térmica;
3. Capinação e roçada de áreas verdes aumentam a sensação de segurança, deixam boa impressão para os transeuntes, evitam acúmulo de resíduos no entorno e servem de base para a compostagem e futura adubação de jardins e praças públicas;
4. Manutenção de calçadas, guias, sarjetas e postes evita acidentes como tropeções e quedas, além de melhorar a circulação nas calçadas garantindo o direito de andar a pé. A pintura das guias tem uma dimensão estética. A manutenção de faixas de segurança e outros sinalizadores tem dimensão de segurança no trânsito. A manutenção dos postes garante por um lado iluminação adequada e melhoria da sensação de segurança e por outro lado contribuem para a melhor visualização das placas de trânsito;
5. Varrição e limpeza urbanas. Trata-se de serviço de zeladoria que no limite é serviço de boa higiene e saúde públicas;
6. Manutenção das bocas de lobo. Em São Paulo, em 2017, foi testado o bueiro inteligente, que libera a passagem das águas pluviais e retém a sujeira. Trata-se de um cesto perfurado (cesto peneira) colocado na parte interna dos bueiros, além de um sensor instalado no próprio cesto que permite calcular a quantidade de sujeira acumulada e comunica uma central de monitoramento.
A zeladoria, se negligenciada, mina até a autoestima da população; se bem feita, pode ser início de grandes projetos centrados nas melhores condições de vida de cada indivíduo.
SANTA CASA DE MOGI
HIPERCAP
PMMC SARAMPO
EPAMINONDAS ADVOGADOS

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias