Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Caixa eletrônico

23 JUN 2015 - 08h00

O País passa por uma série de eventos criminosos envolvendo explosões de caixas eletrônicos.

Esta onda de ataques a terminais eletrônicos de bancos, geralmente promovidos por grupos de assaltantes fortemente armados e com uso de explosivos potentes, está levando os bancos a reagir de maneira mais radical.

Bradesco e Banco do Brasil anunciaram recentemente que estão reduzindo a quantidade de dinheiro em seus caixas eletrônicos.

A redução do dinheiro faz parte de uma série de medidas para desestimular os ataques às máquinas de autoatendimento e garantir o pleno funcionamento dos equipamentos para os clientes.

Na edição de domingo, o DS divulgou reportagem mostrando que a segurança dos clientes das agências que utilizam os caixas eletrônicos é “falha”.

Muitas sugestões foram propostas. Uma delas, de que os caixas eletrônicos das agências bancárias deveriam operar até às 19 horas na região. A sugestão foi apontada pelo presidente do Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região, Francisco Candido, em entrevista ao DS.

A medida é debatida, após São José do Rio Preto, localizado no interior do Estado, aprovar uma lei que obriga os bancos a desligarem os equipamentos eletrônicos depois das 17 horas.

De acordo com o presidente, hoje no Alto Tietê os caixas eletrônicos funcionam até as 22 horas, assim como em grande parte do Estado.

Segundo informações de Rio Preto, a medida de restringir o funcionamento dos equipamentos é realizada para garantir a segurança dos clientes.

É importante que sejam tomadas providências para garantir a segurança dos clientes que utilizam o sistema de caixas eletrônicos.

As agências devem promover um esquema forte de segurança para garantir que os clientes possam utilizar os caixas sem correr riscos.

Pelo que se viu até agora existe uma grande preocupação por parte de todos sobre esse assunto.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias