Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/12/2017
mrv

Realidade: a Delegacia de Defesa da mulher em Suzano

17 MAR 2015 - 08h00

Foram 16 anos de espera, mas em 30 de dezembro de 2014, a grande notícia, finalmente, a vitória. "O governador Alckmin, autorizou a implantação da DDM-Delegacia de Defesa da Mulher em nossa Suzano", decisão publicada no DOE. As lágrimas de felicidade foram inevitáveis, a voz embargada, quando Dr. Gianuzzi, nosso Delegado Titular, um dos nossos parceiros, entre tantos, me deu esta maravilhosa notícia. Imediatamente, entrei em contato com a imprensa local e das cidades vizinhas, para que todos tomassem conhecimento, que finalmente, em 2015, a DDM será implantada na cidade onde nasci. E óbvio, precisava dividir tudo que estava sentindo, com uma pessoa de suma importância, para que a DDM tornasse realidade em nosso município, o deputado Estevam Galvão de Oliveira, parceiro incansável nesta luta. Seria muito injusta se deixasse de mencionar outros colaboradores: Dr. Marcos Batalha, Dr. Peretti, Dr. Jardim, Dr. Laerte Menezes, Presidente da OAB/Suzano, e tantos outros que sempre acreditaram e confiaram em mim, aliás todos sabedores da importância de uma DDM, para coibir , inibir, diminuir a violência doméstica ,

Para que a vítima possa resgatar sua auto estima e felicidade.

A Comissão da Mulher, composta de advogadas, psicólogas "voluntárias", convive, diariamente, com a realidade dura que é a "violência doméstica", por este motivo, jamais, desistiu de ver em nossa cidade funcionando uma DDM, hoje realidade. As mulheres ainda, sentem vergonha, medo, de expor seus problemas para o sexo masculino, quando precisam da elaboração de um Boletim de Ocorrência nas Delegacias de Polícia da cidade, por isso o número de denúncias é bastante irreal. A partir de abril/2015, esta vítima de violência, terá a DDM, composta pelo sexo feminino, ou seja: Delegada, escrivãs, investigadoras, além das advogadas, psicólogas "voluntárias", e que com certeza absoluta diminuirá, inibirá a prática desta monstruosidade em nossa Suzano. A DDM deve ser instalada em todos os Municípios existentes, para que o agressor, pare de molestar sua esposa, companheira, mãe dos seus filhos, namorada e etc.... E para completar, .... deixei para minha última fala, as louváveis providências, atitudes de nosso prefeito Paulo Tokuzumi, no enfrentamento à violência doméstica contra mulheres, crianças e até o agressor, se for o caso , ou seja, a atenção especial com a instalação da DDM-Abril/2015, a criação da Patrulha Maria da Penha, do Anexo - Maria da Penha, local, que cuidará, única e exclusivamente, dos processos de violência doméstica (medidas protetivas), do atendimento no CREAS, CRAS,Comissão de Intersetorial de Enfrentamento, CMDM, bem como, sua autorização para criação da Coordenadoria ou Secretaria da Mulher, para angariar recursos:estadual e federal, para, melhorar, ainda mais, as Políticas Públicas, já existentes em Suzano.

Agradeço a Deus e a minha mãe, por estarem sempre a meu lado, nesta luta incansável de 16 anos. Hoje a Delegacia de Defesa da Mulher é uma realidade para Suzano.



Maria Margarida Mesquita

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias