Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Uma condição feminina

08 MAR 2015 - 08h00
Noemi e Rute (sogra e nora) eram duas mulheres viúvas que tentavam se sustentar com muitas dificuldades na terra de Israel, no período dos juízes. Era uma época perigosa para mulheres sozinhas e desprotegidas. Depois de enfrentarem as perdas de marido e filhos, no caso de Noemi; do marido, no caso de Rute, elas precisavam ainda lutar pela sobrevivência. Rute acabou colhendo espigas nos campos de um homem importante, chamado Boaz. Quando Rute contou isso a sua sogra, Noemi exclamou: "Esse homem é nosso parente chegado e um dentre os nossos resgatadores". (Rute 2:20) Na condição de parente próximo do marido morto de Rute, Boaz voluntariamente pagou o preço de proteger Rute e suprir as necessidades tanto dela quanto de sua sogra. Ele se casou com Rute e tiveram um herdeiro, que fez parte da genealogia de Jesus Cristo. Tudo isso nos mostra o amor e o cuidado de Deus para com Rute.

Resgate. Esta é uma palavra que tem uma conotação negativa nos nossos dias. Geralmente, usada em casos de sequestros. Mas é uma palavra que está presente no livro de Rute de uma forma muito especial. Apesar de feministas criticarem o resgate de Rute, feito através de um homem que, voluntariamente, pagou o preço de proteger Rute e suprir as necessidades tanto dela quanto de sua sogra, esse ato tipifica o que Cristo fez por nós - " Cristo nos resgatou da maldição da lei... a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido". (Gálatas 3:13-14) Com isso, Paulo estava dizendo que, através da morte na cruz, Cristo havia comprado o nosso perdão. Estávamos sob a maldição da lei, escravizados pelo pecado e destinados à morte eterna; mas Cristo nos resgatou. Ele pagou o preço. Um alto preço!

Quero aproveitar a história de Rute como gancho para uma breve reflexão sobre a condição feminina. É fato que as mulheres, nos dias atuais, ganharam visibilidade e independência. Em razão dessas conquistas, há um discurso muito forte de que elas não precisam dos homens para nada. Mas, se formos analisar , a vida das mulheres não está nada fácil. Elas têm sobrecarga de trabalho, dão conta de muitas coisas ao mesmo tempo, não são mais tratadas como o sexo frágil e, às vezes, penso que até gostariam disso; são "cobradas" ao extremo, em todos os sentidos, tendo que mostrar que, realmente, "dão conta do recado", que são competentes e ainda são vítimas frequentes de violência por parte dos homens. Não foi isso o que Deus planejou para as mulheres. Deus fez a mulher idônea e capaz de grandes realizações, mas também a fez sensível, terna, frágil em alguns aspectos, romântica, carente de proteção e cuidado. Talvez, seja necessário refletir sobre toda essa independência feminina, que andam apregoando!

SUELI BARÃO

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias