Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Após um mês parado, Mogi/Helbor volta a jogar hoje contra o São José

13 MAR 2015 - 08h01

Após um mês sem jogar no Novo Basquete Brasil (NBB), o Mogi/Helbor enfrenta hoje, às 20 horas, o São José no Ginásio Lineu de Moura. A grande novidade é a volta do armador Gustavinho Lima, que ficou afastado quatro meses por conta de uma lesão na coluna. Com a equipe completa, os jogadores vão ter de lidar com a ausência do técnico Paco García, que cumpre o segundo jogo de suspensão por conta de uma confusão na partida contra o Paulistano. Mais uma vez - assim como aconteceu contra o Brasília -, o auxiliar técnico Danilo Padovani ficará no comando do time.

Na reta final da fase classificatória, o Mogi precisa quebrar todos os tabus já que nunca conseguiu derrotar o São José nas cinco partidas jogadas pelo NBB. No último jogo disputado pelas duas equipes, os jogadores mogianos perderam por um ponto no Ginásio Professor Hugo Ramos. Apesar do retrospecto negativo, o time da região tem melhor desempenho em quase todos os quesitos nesta temporada. Tanto que a cidade ocupa a 4ª colocação no campeonato - mesmo com dois jogos a menos que os dois primeiros da tabela - e o São José está em 11º.

Gustavinho afirmou que a boa fase do time facilita a volta à rotina mesmo ficando um mês parado. "O time está em uma fase excelente. Essa parada não é muito legal porque quebra um pouco do ritmo. O time está com saudades de entrar em quadra e vamos tentar voltar neste ritmo".

O camisa 4 afirmou que ainda sente um pouco a falta de ritmo de jogos, por conta dos quatro meses parado, mas que está ansioso por voltar ao time. "Eu estou muito feliz de voltar. Estou muito tempo longe, em preparação física, as pessoas cuidaram muito bem de mim. Eu só tenho a agradecer ao (preparador físico) Eric (Ruiz) e ao (fisioterapeuta) Atílio (Suarti) por toda a ajuda que eles me deram. Ainda preciso pegar o ritmo para voltar a jogar porque tem um ritmo diferente do treino, principalmente para eu entrar em forma".

A reintegração do atleta vai acontecer aos poucos. "Eu conversei bastante com o Paco. Ele vai me reintegrando aos poucos até para não voltar a ter lesão. Até mesmo nos treinos. Temos de tomar um pouco de cuidado para não voltar a ter problema. Aos poucos vou ir me adaptando e pegando ritmo de jogo". Apesar de não ter mais problemas na coluna, um dos jogadores mais queridos da torcida explicou que ainda está fazendo reabilitação e tratamento para manutenção e fortalecimento das costas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias