Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Brasil joga mal e perde a primeira na nova era Dunga: 1 a 0 para a Colômbia

18 JUN 2015 - 08h00

As 11 vitórias seguidas da seleção brasileira chegaram ao fim ontem, no Estádio Monumental, em Santiago. Com uma atuação apática, o time do técnico Dunga foi dominado e derrotado pela Colômbia de James Rodríguez e Cuadrado por 1 a 0, em seu segundo jogo na Copa América. O resultado, além de adiar a classificação brasileira às quartas de final, marca o primeiro revés desde a Copa do Mundo.

Para piorar, Dunga perdeu Neymar para os dois próximos jogos da Seleção - caso o Brasil avance às quartas de final. O atacante, que já havia levado o segundo cartão amarelo durante a partida, foi expulso após o apito final por se envolver em confusão com jogadores da Colômbia.

Assim, ele está fora da partida contra a Venezugela, que encerra a participação do Brasil no Grupo C, neste domingo, novamente no Estádio Monumental. E também não poderá entrar em campo no primeiro duelo do mata-mata, se o Brasil buscar a classificação. A seleção tem três pontos, assim como a Colômbia e o time venezuelano, que ainda enfrentará hoje o Peru.

Neymar teve atuação abaixo da média ontem, assim como a Seleção, o que reforça a tese da dependência excessiva do time em relação ao jogador do Barcelona. Philippe Coutinho só entrou no segundo tempo e não conseguiu se tornar alternativa no setor ofensivo brasileiro.

A primeira derrota brasileira no ano acaba com uma série de 11 triunfos seguidos. Uma nova vitória ontem deixaria Dunga igualado no recorde de Aymoré Moreyra, que obteve 12 seguidas em 1961. O Brasil não perdia uma partida desde o revés para a Holanda, na disputa pelo terceiro lugar na Copa do Mundo

zito

Um dos representantes desta geração do Brasil, Zito foi homenageado ontem pelas contribuições ao futebol brasileiro. O bicampeão mundial faleceu no último domingo. Um minuto de silêncio antes da partida e tarjas pretas nas mangas dos jogadores da seleção lembraram o ex-atleta do Santos.

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias