Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Brasil vira contra a França e vence 7º jogo na nova era Dunga

27 MAR 2015 - 08h01

Nem a principal pedra no sapato da seleção brasileira nos últimos tempos, no traumático palco de Saint-Denis, foi capaz de acabar com o grande momento do time do técnico Dunga. Ontem, no primeiro amistoso de 2015, o Brasil derrotou a França de virada por 3 a 1, no Stade de France, e manteve a invencibilidade nesta volta do treinador, com sete vitórias em sete partidas disputadas.

O jogo foi repleto de elementos que lembravam aquela dolorosa decisão da Copa do Mundo de 1998, quando a seleção caiu por 3 a 0 diante dos franceses. O palco foi o mesmo. No banco de reservas, estavam os capitães de seus times naquela partida - Dunga, pelo Brasil, e Deschamps, pela França. Mas desta vez a história foi bem diferente. Após um início fraco, os brasileiros mostraram novamente um futebol seguro e contundente, principalmente no segundo tempo, para chegarem ao triunfo.

Foi a segunda vitória seguida do Brasil sobre a França - a outra aconteceu em 2013, em Porto Alegre -, mas antes disso a seleção vinha de seis partidas sem bater o rival. Agora, a equipe vai se preparar para o amistoso diante do Chile, neste domingo, em Londres, às 11 horas (de Brasília), mais um na preparação para a Copa América deste ano, que acontecerá justamente em solo chileno a partir de junho.

O jogo era muito estudado, truncado no meio de campo. As duas equipes se movimentavam pouco e, por isso, praticamente não criavam. Aos 19 minutos, em raro lance de inspiração, Oscar tocou para Neymar, que invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. Mandanda espalmou e Elias chegou um pouco atrasado.

A resposta da França aconteceu no minuto seguinte e foi fatal. No mesmo gol que Zidane marcou duas vezes de cabeça na final de 1998, Varane abriu o placar da mesma forma. Quando a França parecia controlar a partida, no entanto, saiu o empate. Aos 39 minutos, Oscar recebeu pela esquerda e tabelou com Firmino. Mesmo pressionado por Sagna, o meia conseguiu tocar de bico, de esquerda, por baixo de Mandanda, que foi mal para a bola e aceitou.

Aos 10, o goleiro francês não conseguiu impedir a virada. Elias deu bom passe para Willian, que arrancou e rolou para Neymar. O atacante dominou com estilo e encheu o pé de esquerda.

Depois de rápido contra-ataque, que acabou com linda defesa de Mandanda em chute de Oscar, Luiz Gustavo marcou. Ele aproveitou escanteio batido da direita por Neymar e cabeceou firme, para o chão, tirando do alcance do goleiro adversário, aos 23 minutos. O gol, desta vez, teve efeito avassalador no time francês, que desanimou e parou de atacar, até o apito final.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias