Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Cartola envolve Joseph Blatter e diz que não será condenado sozinho

05 JUN 2015 - 08h00

Acusado de receber propinas, o vice-presidente da Fifa, Jack Warner acusa Joseph Blatter e promete revelar um "tsunami" de escândalos. Warner foi detido na semana passada à pedido do FBI. Mas acabou sendo solto por sua polícia local de Trinidad e Tobago, que aceitou o argumento de que ele estava com “problemas de saúde”.

Em entrevista a uma televisão de seu país, na noite da última quarta-feira, ele garante que não vai ser condenado sozinho. Warner informou que produziu documentos, e-mails e até cheques. "Não há mais como voltar atrás. Com 72 anos, não vou me calar", disse.

"Não vou mais manter segredos daquelas pessoas que tentam destruir a imagem desse país (Trinidad e Tobago)", afirmou. Warner ainda afirmou que "teme" por sua vida e que os documentos foram entregues a diferentes pessoas. Ele deixa claro que Blatter estará implicado em suas denúncias.

O cartola suíça surpreendeu o mundo no início da semana ao anunciar sua renúncia. "Blatter sabe por que caiu. E se tem uma pessoa que sabe o motivo, essa pessoa sou eu", declarou. "Vou emprestar meu conhecimento sobre as transações vitais da Fifa, inclusive de Sepp Blatter", disse Warner. "Estive lá por 30 anos. Eu estava próximo de Blatter e o disse, em 2011, que ele deveria deixar a Fifa", contou.

Seu ataque ocorreu horas depois que o Departamento de Justiça dos EUA publicou a confissão de um aliado de Warner, Chuck Blazer. No documento, ele confessa que recebeu propinas para as Copas de 1998 e 2010.



Del Nero

Já no Brasil, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, marcou uma assembleia para o próximo dia 11 e poderá renunciar ao cargo máximo do futebol brasileiro. Oficialmente, a assembleia vai tratar de uma “reforma no estatuto”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias