Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Cássio comemora boa fase, mas não quer ‘obsessão’ por Seleção Brasileira

10 MAR 2015 - 08h00

"O descanso do Cássio é trabalhando." É assim que o preparador de goleiros do Corinthians, Mauri Costa Lima, define a dedicação de Cássio. Principal nome da vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, no último domingo, ao fazer grande defesa após chute de Centurión no primeiro tempo e defender pênalti cobrado por Rogério Ceni na etapa final, o goleiro teve pouco tempo para curtir a grande atuação no clássico.

Ontem, às 10 horas da manhã, Cássio já estava, debaixo de chuva, treinando. Enquanto os demais titulares repousam na piscina, o goleiro trabalhava sozinho em um dos campos do CT.

"Treino regenerativo de jogador de linha é na piscina. Para goleiro, é no campo. E depois ainda tem de fazer complemento na musculação. O descanso do Cássio é trabalhando", explicou Mauri. Este ano, jogou 13 partidas e sofreu quatro gols. Nas duas últimas partidas, contra San Lorenzo e São Paulo, foi decisivo.

Cássio admitiu que iniciou a temporada acima do peso. Mas a balança poderia ter sido mais cruel com o goleiro se ele não tivesse se precavido durante as férias em Veranópolis (RS). "Ele não chegou tão acima do peso porque na cidade dele tinha uma personal trainer que o ajudou a manter o condicionamento físico", disse Mauri.

Na pré-temporada, o preparador submeteu o goleiro a uma carga especial de exercícios. "Trabalhamos em três períodos, às 9h, 16h e 21h. À noite íamos à academia fazer esteira, bicicleta e piscina. Tudo para aumentar a possibilidade de perda de peso e porcentual de gordura." Com 1,95 metro, o peso ideal de Cássio é entre 90 e 92 quilos.

Para Mauri e Tite, Cássio deveria estar na seleção brasileiro. O goleiro, no entanto, garante não perder o sono por causa do time de Dunga. "Seleção não é uma obsessão. Jogo num time grande, tenho um contrato longo, quero ficar muito tempo no clube. Já vi muitos jogadores com grandes carreiras que não foram para a seleção. Não vou deixar de dormir se não for convocado. Se for, vou ficar muito feliz. Mas se não for, vou continuar trabalhando", disse Cássio.

O Corinthians volta a campo amanhã, quando enfrenta o São Bernardo, pelo Campeonato Paulista, no Itaquerão. Para esse jogo, o técnico Tite decidiu que os jogadores não precisarão passar a noite anterior à partida concentrados no CT do Parque Ecológico. Após o treino de hoje, os atletas serão liberados e terão de se reapresentar no CT apenas amanhã.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias