Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Contra o México, Seleção volta para casa após fiasco na Copa do Mundo

07 JUN 2015 - 08h00

Voltando a jogar no País quase um ano após o fracasso na Copa do Mundo. Diante do México, às 17h, no Allianz Parque, o desafio do técnico Dunga e jogadores da seleção brasileira é vencer o amistoso em um ambiente de incertezas que toma conta do futebol brasileiro com o escândalo de corrupção da que atingiu a Fifa.

Este é o primeiro dos dois amistosos preparatórios para a Copa América do Chile, que começa nesta quinta-feira. O Brasil estreia dia 14 contra o Peru. A seleção se apresenta hoje em São Paulo com uma equipe renovada, técnico novo, mas sem seu principal astro, Neymar. Apesar da postura crítica da torcida paulista à seleção, a arena do Palmeiras deve receber cerca de 35 mil torcedores.

Neymar não joga porque ontem defendeu o Barcelona na final da Liga dos Campeões (veja mais na página 5). Sua ausência representa um desafio: como a Seleção irá se comportar sem seu craque.

A ansiedade se explica. Neymar é o único diferencial da seleção brasileira. Vive grande fase e ganhou o posto de capitão do time com Dunga. Mais: com a equipe sob o comando do treinador, que assumiu após a Copa, participou dos oito amistosos oito vitórias e foi decisivo nos mais complicados.

Para aumentar ainda mais o desafio de Dunga, quem deveria substituir Neymar não vai poder estar em campo esta tarde: Robinho sentiu dores no joelho direito no treino da última quarta-feira e está em recuperação. Como ainda não está totalmente apto fisicamente, será poupado.

Roberto Firmino tem chance de começar a partida no ataque, ao lado de Diego Tardelli, por suas características. Mas Everton Ribeiro, que só se apresentou na quinta-feira por causa de compromissos com seu clube, o Al Ahli (Emirados Árabes), é opção.

No meio de campo, para a vaga de Oscar, que não foi convocado para a Copa América (o meia do Chelsea sofreu contusão quase ao fim da temporada europeia), Dunga achou melhor deixar que se recupere totalmente, visando as Eliminatórias. Phillipe Coutinho saiu na frente na disputa. Se for bem hoje, será mantido. Do contrário, Dunga terá duas opções para testar: o próprio Everton Ribeiro e Douglas Costa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias