Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Corinthians encara a Ponte Preta em casa para acabar com oscilação

02 JUL 2015 - 08h01

O objetivo do Corinthians no jogo de hoje contra a Ponte Preta, às 19h30, no Estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 10ª rodada, é acabar com o "perde e ganha" no Campeonato Brasileiro e vencer o segundo jogo seguido para se consolidar no bloco de cima da competição. O time alvinegro faz um início irregular, ainda não conseguiu três vitórias seguidas e o técnico Tite reconhece que a equipe precisa oscilar menos se quiser brigar pelo título.

Com a volta do volante Elias, que disputou a Copa América com a seleção brasileira, o treinador abandona o esquema com três atacantes utilizado contra o Figueirense para reforçar o meio de campo e não dar muito espaço para a Ponte Preta.

No último sábado, a linha de frente foi formada por Luciano, Vagner Love e Malcom. O treinador, no entanto, não terá Luciano até pelo menos o próximo dia 26 porque ele está com a seleção brasileira sub-22 que se prepara para disputar os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá.

O objetivo de Tite é que o seu time fique mais tempo com a bola. "Coloquei jogadores com qualidade de passe e função de marcação também, acredito no ponto de equilíbrio". Os meias Renato Augusto e Jadson já foram avisados de que terão de ajudar mais Bruno Henrique e Elias na marcação para tentarem diminuir o campo de ação de Renato Cajá, principal jogador da Ponte Preta e um dos destaques do campeonato. "Renato Cajá é meia de armação na sua essência, um armador e organizador. Estamos com dificuldades de encontrar esse tipo de jogador no futebol brasileiro", disse o técnico.

O garoto Malcom também deve voltar para ajudar na defesa. Apenas Vagner Love jogará com mais liberdade, mesmo assim terá de marcar a saída de bola da Ponte Preta. Tite quer um time compacto, que não dê espaço ao adversário. Além da volta de Elias, outra mudança na equipe em relação ao time que bateu o Figueirense é o retorno de Fagner à lateral direita. Ele cumpriu suspensão e recupera a vaga que foi ocupada por Edílson.

Corinthians e Ponte Preta têm 16 pontos cada e Tite prega cautela para o jogo de hoje não apenas por causa do início surpreendente de campeonato do time de Campinas. Para o treinador, o rival foi o adversário mais complicado que a sua equipe enfrentou no Campeonato Paulista - o time da Capital venceu por 1 a 0 nas quartas de final e, na sequência, foi eliminado pelo Palmeiras.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias