Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Corinthians testa fim da concentração e pega São Bernardo com time misto

11 MAR 2015 - 08h00

O jogo contra o São Bernardo hoje, às 22 horas, no Itaquerão, deve inaugurar uma nova era no Corinthians com o fim da concentração em jogos sem caráter decisivo. Tite decidiu que para o confronto com o time do ABC os jogadores não deveriam passar a noite anterior à partida no CT do Parque Ecológico.

Após o treino de ontem, os atletas foram liberados e terão de se reapresentar no CT apenas às 11 horas de hoje. Se não forem registrados incidentes, a rotina deve se repetir em outras rodadas do Campeonato Paulista.

Tite tomou essa medida porque o confronto contra o São Bernardo tem pouco peso para a sua equipe. O Corinthians lidera o Grupo B do Campeonato Paulista e deve se classificar com sobras para a segunda fase. O treinador, inclusive, vai dar descanso a sete atletas que participaram da vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, domingo.

Serão poupados Jadson, Guerrero, Elias, Uendel, Fagner, Ralf e Emerson. Os únicos titulares que enfrentarão o time do ABC são Cássio, Felipe e Danilo. O zagueiro Gil, expulso no clássico contra o São Paulo no último domingo, está suspenso.

Tite vem fazendo um rodízio entre os atletas neste início de temporada para evitar lesões provocadas por desgaste físico. Agora também quer aliviar a pressão psicológica em cima dos jogadores e, por isso, decidiu que os atletas deveriam passar a noite em casa. Em janeiro, a equipe fez pré-temporada nos Estados Unidos e os jogadores passaram dez dias longe de casa para, na sequência, encarar uma série de jogos decisivos pela Libertadores.

"É importante passar esse momento com a família, pelo momento que estamos vivendo de um jogo em cima do outro. Sou favorável a isso. No futebol, o atleta precisa ser profissional. Se não for profissional, não consegue acompanhar o ritmo", disse o zagueiro Edu Dracena, que já viveu a experiência de não concentrar em véspera de jogo quando defendeu o Santos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias